Product SiteDocumentation Site

6.4. Interfaces: aptitude, synaptic

APT é um programa C++ cujo código reside principalmente na biblioteca compartilhada libapt-pkg. Usar uma biblioteca compartilhada facilita a criação de interfaces de usuário (front-ends), já que o código contido na biblioteca pode facilmente ser reutilizado. Historicamente, apt-get foi projetado apenas como um front-end de teste para libapt-pkg, mas seu sucesso tende a obscurecer esse fato.

6.4.1. aptitude

aptitude é um programa interativo que pode ser usado em modo semi-gráfico no console. Você pode navegar a lista de pacotes disponíveis e instalados, buscar em todas as informações disponíveis e selecionar pacotes para instalar ou remover. O programa é projetado especificamente para ser usado pelos administradores, de forma que seu comportamento padrão seja muito mais inteligente que o do apt-get e sua interface muito mais fácil de entender.
O gerenciador de pacotes aptitude

Figura 6.1. O gerenciador de pacotes aptitude

Quando o aptitude começa, ele mostra uma lista de pacotes ordenada por estado (instalado, não-instalado ou instalado mas não disponível nos espelhos — outras seções mostram tarefas, pacotes virtuais e novos pacotes que apareceram recentemente nos espelhos). Para facilitar a navegação temática, outras visões estão disponíveis. Em todos os casos, o aptitude mostra uma lista combinando categorias e pacotes na tela. Categorias são organizadas através de uma estrutura de árvore, cujos ramos podem respectivamente ser expandidos ou fechados com as teclas Enter, [ ou ]. + marca um pacote para instalação, - marca para remoção e _ para expurgo (observe que estas teclas também podem ser usadas para categorias, e neste caso as ações correspondentes serão para todos os pacotes da categoria). u atualiza (update) as listas de pacotes disponíveis e Shift+u prepara uma atualização de sistema global. g alterna para uma visão resumida das mudanças necessárias (e digitar g de novo vai realizar as mudanças), e q (quit) sai da visão atual. Se você já está na visão inicial, isto fecha o aptitude.
Para buscar por um pacote, você pode digitar / seguido pelo padrão de busca. Este padrão pode coincidir com o nome do pacote, mas também pode ser aplicado à descrição (se precedido por ~d), à seção (com ~s) ou a outras características detalhadas na documentação. Os mesmos padrões podem filtrar a lista de pacotes exibidos: digite a tecla l (de limit) e digite o padrão.
Gerenciando o “automatic flag” do pacote Debian (veja Seção 6.2.7, “Rastreando Pacotes Instalados Automaticamente”) é fácil com aptitude. É possível navegar na lista de pacotes instalados e pacotes marcados como automáticos com Shift+m ou remover a marca com a tecla m. “Pacotes automáticos” são exibidos com um "A" na lista de pacotes. Esse recurso também oferece uma maneira simples de visualizar os pacotes em uso em uma máquina, sem todas as bibliotecas e dependências que você realmente não se preocupa. O padrão relacionado que pode ser usado com l (para ativar o modo filtro) é ~i!~M. Ele especifica que você só quer ver os pacotes instalados (~i) não marcados como automáticos (!~M).

6.4.1.1. Gerenciando Recomendações, Sugestões e Tarefas

Outra funcionalidade interessante do aptitude é o fato que ele respeita recomendações entre pacotes mesmo dando aos usuários a escolha de, caso a caso, não instalá-los. Por exemplo, o pacote gnome recomenda gdebi (entre outros). Quando você seleciona o primeiro para instalação, o último também vai ser selecionado (e marcado como automático se ainda não estiver instalado no sistema). Digitando g torna isto óbvio: gdebi aparece na tela de resumo das ações pendentes na lista de pacotes instalados automaticamente para satisfazer dependências. Entretanto, você pode decidir não instalar ele desmarcando-o antes de confirmar a operação.
Observe que esta funcionalidade de rastreio de recomendação não se aplica a atualizações (upgrades). Por exemplo, se uma nova versão do gnome recomenda um pacote que não recomendava antes, o pacote não vai ser marcado para instalação. Entretanto, ele vai ser listado na tela de atualização para que o administrador possa selecioná-lo para instalação, se desejar.
Sugestões entre pacotes são também levadas em consideração, mas adaptadas a seu status específico. Por exemplo, já que o gnome sugere dia-gnome, este último será exibido na tela de resumo das ações pendentes (na seção de pacotes sugeridos por outros pacotes). Desta forma, ficará visível e o administrador poderá decidir se deve aceitar a sugestão ou não. Já que isto é apenas uma sugestão e não uma dependência ou uma recomendação, o pacote não será selecionado automaticamente — sua seleção requer uma intervenção manual do usuário (portanto o pacote não será marcado como automático).
No mesmo espírito, lembre que o aptitude faz um uso inteligente do conceito de tarefa. Como tarefas são mostradas como categorias nas telas de listas de pacote, você pode tanto selecionar uma tarefa completa para instalar ou remover, ou navegar na lista de pacotes inclusa na tarefa para selecionar um subconjunto menor.

6.4.1.2. Algoritmos de Solução Melhores

Para concluir esta seção, note que o aptitude tem algoritmos mais elaborados comparado com o apt-get quando se trata de resolver situações difíceis. Quando um conjunto de ações é requerido e quando estas ações combinadas levam a um sistema incoerente, o aptitude calcula vários cenários possíveis e apresenta eles domais para o manos relevante. Entretanto, estes algoritmos não são à prova de falhas. Afortunadamente existe sempre a possibilidade de fazer uma seleção manual das ações a realizar. Quando as ações atualmente selecionadas levam a uma contradição, a parte de cima da tela indica um número de pacotes "quebrados" (e você pode diretamente navegar para estes pacotes pressionando b). É então possível construir manualmente uma solução para os problemas encontrados. Em particular, você pode obter acesso a diferentes versões disponíveis simplesmente selecionando o pacote com Enter. Se a seleção de uma destas versões resolve o problema, não hesite em usá-la. Quando o número de pacotes quebrados baixa a zero, você pode seguramente ir para a tela de resumo das ações pendentes para uma última verificação antes de aplicar as ações.

6.4.2. synaptic

synaptic é um gerenciador de pacotes gráfico para o Debian que possui uma interface gráfica limpa e eficiente baseada em GTK+/GNOME. Seus muitos filtros prontos para uso permitem o acesso rápido a novos pacotes disponibilizados, pacotes instalados, pacotes atualizáveis, pacotes obsoletos e muito mais. Se você navegar através destas listas, você poderá selecionar as operacões a serem feitas nos pacotes (instalar, atualizar, remover, expurgar); estas operações não são realizadas imediatamente, mas postas em uma lista de tarefas. Um único clique de um botão então valida as operações, que são então realizadas todas juntas.
gerenciador de pacotes synaptic

Figura 6.2. gerenciador de pacotes synaptic