Product SiteDocumentation Site

13.9. Emulando o Windows: Wine

Apesar de todos os esforços mencionados previamente, ainda existe um número de ferramentas sem um equivalente no Linux, ou para as quais a versão original é absolutamente necessária. É ai que sistemas de emulação do Windows vêm a calhar. O mais bem conhecido entre eles é o Wine.
No entanto, deve-se ter em mente que ele é apenas uma solução entre outras, e que o problema também pode ser combatido com uma máquina virtual ou VNC; ambas as soluções são detalhadas nas barras laterais ALTERNATIVA Máquinas virtuais e ALTERNATIVA Windows Terminal Server ou VNC.
Vamos começar com um lembrete: a emulação permite a execução de um programa (desenvolvido para um sistema específico) em um sistema hospedeiro diferente. O software de emulação usa o sistema hospedeiro, aonde a aplicação roda, para imitar as características necessárias de determinado sistema.
Agora vamos instalar os pacotes necessários (ttf-mscorefonts-installer está na seção contrib):
# apt-get install wine ttf-mscorefonts-installer
Em um sistema 64 bit (amd64), se os seus aplicativos Windows são aplicativos 32 bit, então você terá que habilitar multi-arch para ser capaz de instalar o wine32 a partir da arquitetura i386 ( veja Seção 5.4.5, “Suporte Multi-Arqu”).
O usuário então precisa rodar winecfg e configurara quais locais (Debian) são mapeados para quais drives (Windows). O winecfg tem alguns valores padrões e pode auto-detectar mais alguns drives; note que mesmo se você tiver um sistema "dual-boot", você não deve apontar o drive C: para aonde a partição Windows está montada no Debian, já que o Wine provavelmente irá sobrescrever parte dos dados nessa partição, fazendo o Windows não usável. Outras configurações podem ser mantidas nos seus valores padrão. Para rodar programas Windows, você primeiro precisa instalá-los rodando seus instaladores (Windows) sob o Wine, com um comando como wine .../setup.exe; uma vez que o programa esteja instalado, você pode rodá-lo com wine .../program.exe. A localização exata do arquivo program.exe depende de onde o driver C: está mapeado; em muitos casos, contudo, simplesmente rodar wine program irá funcionar, já que o programa geralmente é instalado em um local aonde o Wine irá procurar por si próprio.
Note que você não deve se basear no Wine (ou soluções similares) sem realmente testar o software em particular: apenas um teste de uso real irá determinar conclusivamente se a emulação é totalmente funcional.