3.5. Pre-Particionamento para sistemas com Multi-Inicialização

O particionamento do seu disco simplesmente se refere ao ato de dividir seu disco em pedaços. Cada pedaço é independente dos outros. É de grosso modo equivalente a colocar paredes dentro da casa; se adicionar uma parede na casa, ela não afetará qualquer outro cômodo.

Caso já tenha um sistema operacional no seu sistema (Tru64 (Digital UNIX), OpenVMS, Windows NT, FreeBSD, …) E deseja instalar o Linux no mesmo disco, você precisará reparticioná-lo. A Debian requer sua própria partição de disco. Ela não poderá ser instalada em partições Windows ou MacOS. Pode ser possível compartilhar algumas partições com outros sistemas Linux, mas isso não será explicado aqui. Pelo menos você precisará de uma partição dedicada para o sistema de arquivos raiz da Debian.

Você poderá encontrar informações sobre a configuração atual de particionamento usando uma ferramenta de particionamento para seu sistema operacional atual . As ferramentas de particionamento sempre oferecem um método de mostrar as partições existentes sem fazer mudanças.

Em geral, a alteração de uma partição com um sistema de arquivos existentes destruirá qualquer dado localizado lá. Assim você deverá sempre fazer backups antes de fazer qualquer reparticionamento. Usando a analogia da casa, você deverá tirar tudo que estiver dentro dela antes de mover a casa sob risco de ocorrer destruições.

Caso seu computador tenha mais de um disco rígido, você poderá querer dedicar um de seus discos completamente a Debian. Caso deseje fazer isto, você não precisará particionar aquele disco antes de iniciar o sistema de instalação; o programa de instalação inclui programas de particionamento que poderão fazer da melhor forma este trabalho.

Se sua máquina somente tenha um disco rígido, e deseja substituir o sistema atual completamente com o Debian GNU/Linux, você também terá que fazer o particionamento como parte do processo de instalação (Apêndice C, Particionamento para a Debian), após iniciar o processo de instalação. No entanto, isto somente funciona se planeja iniciar o programa de instalação através de tapes, CD-ROM ou arquivos em uma máquina conectada. Considere: se inicializar através de arquivos localizados a partir do disco rígido e então particionar o mesmo disco durante a execução do sistema de instalação, você estará apagando os arquivos requeridos, e a instalação não será realizada com sucesso. Pelo menos neste caso, você deverá ter métodos alternativos para reinstalar sua máquina tal como tapes originais de instalação do sistema ou CDs.

Caso sua máquina tenha múltiplas partições e espaço bastante poderá ser liberado apagando e substituindo uma ou mais delas, então você poderá aguardar e usar o programa de particionamento na instalação da Debian. Você ainda deverá ler através do material abaixo, porque podem existir circunstâncias especiais como a ordem de partições existentes dentro do mapa de partição, isto lhe forçara a particionar antes de instalar.

Se nenhum destes casos se aplicam, será necessário reparticionar seu disco rígido antes de iniciar a instalação para criar espaço particionável para a Debian. Caso algumas das partições sejam de outro sistema operacional, você deverá preferir criá-las usando as ferramentas de particionamento nativas destes sistemas. Nós recomendamos que não tente criar partições da Debian GNU/Linux usando outras ferramentas de particionamento. Ao invés disso, você deverá criar as partições usando ferramentas nativas que deseja ter.

Caso estiver tentando instalar mais que um sistema operacional na mesma máquina, você deverá instalar todos os outros sistemas antes de seguir com a instalação do Linux. O Windows e outras instalações de SO podem destruir sua capacidade de iniciar o Linux ou encorajar você a formatar uma partição não-nativa que utiliza.

Você pode ignorar estas ações ou evitá-las, mas a instalação do sistema operacional nativo primeiro lhe livrará de problemas.

Caso já tenha um disco rígido com uma partição (uma configuração comum para computadores desktop) e deseja fazer múltipla inicialização com o sistema operacional nativo e a Debian, você precisará fazer:

  1. Backup de tudo no computador.

  2. Inicializar através da mídia do sistema operacional nativo, tal como CD-ROM ou tapes.

  3. Use as ferramentas de particionamento nativo para criar partições do sistema. Deixe ou um espaço para a partição que será instalada ou espaço livre para o Debian GNU/Linux.

  4. Instalar o sistema operacional nativo em sua própria partição.

  5. Volte ao sistema operacional nativo para verificar se tudo está OK, e para baixar os arquivos de inicialização do programa de instalação da Debian..

  6. Inicie o programa de instalação da Debian para continuar a instalação.

3.5.1. Particionamento no UNIX Tru64

O UNIX Tru64, formalmente conhecido como Digital UNIX, que é conhecido como OSF/1, usa um esquema de particionamento parecido com o “volume de discos” do BSD, que lhe permite até ter oito partições por unidade de disco. As partições são numeradas de “1” a “8” no Linux e classificadas com as letras de “a” até “h” no UNIX. Nos kernels do Linux 2.2 e superiores, a correspondência é sempre “1” para “a”, “2” para “b” e assim por diante. Por exemplo, rz0e no UNIX tru64 será chamado de sda5 no Linux.

As partições em um volume de disco Tru64 podem se sobrescrever. No entanto, caso este disco seja usado pelo Tru64, a partição “c” é requerida para sobrescrever todo o disco (assim, sobrescrevendo todas as outras partições não vazias). Sob o Linux, isto torna sda3 idêntico a sda (sdb3 a sdb, se presente, e assim por diante). No entanto, a ferramenta de particionamento partman, usada pelo debian-installer, atualmente não trabalha com partições que se sobrepõem. Como resultado, não é recomendado compartilhar um disco entre o Tru64 e a Debian. As partições em discos Tru64 podem ser montadas sob a Debian após a instalação ser completada.

Outro requerimento controverso é da partição “a” iniciar a partir do início do disco, assim ela sempre incluirá o bloco de partida com o volume de disco. Se tiver a intenção de iniciar a Debian a partir deste disco, você precisará de um tamanho de pelo menos 2MB para o aboot e talvez um kernel. Note que essa partição é somente requerida por compatibilidade; você não deverá colocar lá um sistema de arquivos, ou terá perda de dados.

É possível e razoável compartilhar uma partição swap entre o UNIX e Linux. Neste caso, será preciso executar um mkswap na partição cada vez que os sistema for reiniciado do UNIX no Linux, pois o UNIX danificará a assinatura da partição swap. Talvez você queira executar o mkswap a partir dos scripts de inicialização do Linux antes de adicionar o espaço para a partição swap com o comando swapon -a.

Se desejar montar partições UNIX sob o Linux, note que o Digital UNIX pode usar dois tipos de sistemas de arquivos diferentes, UFS e AdvFS no qual o Linux somente entende o formal.

3.5.2. Particionamento sob o Windows NT

O Windows NT utiliza a tabela de partições do estilo PC. Se estiver manipulando partições FAT ou NTFS existentes, é recomendado que use as ferramentas nativas do Windows NT (ou mais convenientemente, você também poderá reparticionar seu disco através do menu de configuração do AlphaBIOS). Caso contrário, não será realmente necessário particionar através do Windows; as ferramentas de particionamento do Linux geralmente farão um bom trabalho. Note que quando você executar o NT, o Administrador de Discos pode se oferecer para gravar uma “assinatura inofensiva” nos discos não Windows se tiver algum. Nunca o permita fazer isto, pois esta assinatura poderá destruir informações da partição.

Se planeja inicializar o Linux através de uma console ARC/AlphaBIOS/ARCSBIOS, você precisará de uma partição (pequena) para o MILO. 5MB é o suficiente. Caso o Windows NT seja instalado, sua partição de inicialização de 6MB deverá servir este propósito. A Debian etch não suporta a instalação do MILO. Se já possui o MILO instalado em seu sistema ou instalou o MILO através de outra mídia, a Debian ainda pode ser inicializada através do ARC.