A.2. Iniciando o programa de instalação

O time do debian-cd oferece imagens de CD construídas usando o debian-installer através do endereço Página do CD da Debian. Para mais informações sobre onde obter os CDs, veja Seção 4.1, “Conjunto oficial de CD-ROMs do Debian GNU/Linux”.

Alguns métodos de instalação requerem mais imagens que as imagens de CD. Seção 4.2.1, “Aonde achar as imagens de instalação” explica onde encontrar as imagens em espelhos do Debian.

As subseções abaixo lhe darão detalhes sobre que imagens de disco deverá copiar para cada método de instalação possível.

A.2.1. CDROM

Existem duas imagens de CD netinst que podem ser usadas para instalar etch com o debian-installer. Estas imagens tem a intenção de serem inicializadas através do CD e instalar pacotes adicionais através da rede, por isto o nome 'netinst'. A diferença entre as duas imagens é porque na imagem completa do netinst também estão incluídos os pacotes do sistema básico, assim você terá que baixá-las da internet se estiver usando uma imagem no tamanho de um cartão de visita. Você somente precisará do primeiro CD do conjunto.

Baixe o tipo de imagem que deseja e grave-a para um CD. Para inicializar através do CD, você precisará alterar a configuração de sua BIOS como explicado em Seção 3.6.1, “Invocando o menu de configuração da BIOS ”.

A.2.2. Memory stick USB/Pen drive

É também possível instalar através de dispositivos de armazenamento USB removíveis. Por exemplo, um chaveiro USB pode ser muito útil como mídia de instalação da Debian que pode levar para qualquer lugar.

O método mais fácil de preparar sua memory stick USB é baixar o arquivo hd-media/boot.img.gz, e usar o gunzip para descompactar a imagem de 256 MB a partir daquele arquivo. Grave diretamente esta imagem para seu memory stick, que deverá ter espaço suficiente para acomodá-la. É claro que isto destruirá tudo que tiver gravado no memory stick. Então monte o memory stick, que agora terá um sistema de arquivos fat dentro dele. A seguir, baixe a imagem de CD da Debian netinst e copie aquele arquivo para o memory stick; qualquer nome de arquivo que der para ele é permitido, desde que termine em .iso.

Existem outros métodos mais flexíveis de configurar uma memory stick para ser usada pelo debian-installer, sendo possível trabalhar com memory sticks pequenas. Para detalhes, veja Seção 4.3, “Preparando os arquivos para a inicialização usando um memory stick USB”.

Alguns tipos de BIOS não podem inicializar diretamente de dispositivos USB. Você pode precisar configurar sua BIOS para inicializar através de um “dispositivo removível” ou até mesmo através de um “USB-ZIP” para fazê-la iniciar diretamente a partir do dispositivo USB. Para dicas úteis e detalhes, veja Seção 5.1.3, “Inicialização através de uma memory stick USB”.

A.2.3. Inicializando através da rede

É também possível inicializar completamente o debian-installer através da rede. Os vários métodos para fazer a inicialização via rede dependem da arquitetura e da configuração do netboot. Os arquivos em netboot/ podem ser usados para fazer a inicialização via rede do debian-installer.

A coisa mais fácil de configurar é provavelmente a inicialização através do PXE. Descompacte o arquivo netboot/pxeboot.tar.gz em /var/lib/tftpboot ou no lugar que achar mais conveniente em seu servidor tftp. Configure seu servidor DHCP para passar o arquivo /pxelinux.0 para os clientes e provavelmente tudo funcionará. Para instruções detalhadas, veja Seção 4.5, “Preparando os arquivos para inicialização via rede usando TFTP”.

A.2.4. Inicializando através do disco rígido

É possível iniciar o programa de instalação sem o uso de mídias removíveis, usando apenas um disco rígido existente, que pode já ter um sistema operacional diferente instalado. Baixe o arquivo hd-media/initrd.gz, hd-media/vmlinuz e uma imagem de CD da Debian para o diretório raiz do disco rígido. Tenha certeza que o nome do arquivo da imagem de CD finalize com .iso. Agora resta apenas inicializar o linux com o initrd. Seção 5.1.2, “Inicializando através do linux usando o LILO ou GRUB explica a forma de como fazer isto.