4.3. Preparar Ficheiros para iniciar a partir de USB Memory Stick

Para preparar o stick USB você irá necessitar dum sistema GNU/Linux que já esteja em funcionamento e onde seja suportado USB. Você deve assegurar-se que o módulo do kernel usb-storage é carregado (modprobe usb-storage) e tente descobrir para qual dispositivo SCSI foi mapeado o stick USB (neste exemplo é utilizado o /dev/sda). Para escrever para o seu stick, poderá ter de desligar o botão de protecção de escrita.

Note que o stick USB deverá ter no mínimo 256 MB de tamanho (são possíveis configurações mais pequenas se seguir a Secção 4.3.2, “Copiar ficheiros — da maneira flexível”).

4.3.1. Copiar ficheiros — a maneira simples

Existe um ficheiro tudo-em-um hd-media/boot.img.gz que contém todos os ficheiros do instalador (incluindo o kernel) assim como o SYSLINUX e o seu ficheiro de configuração. Você apenas terá de o descompactar directamente para o seu stick USB:

# zcat boot.img.gz > /dev/sda

Atenção

Utilizar este método irá destruir tudo o que estiver no dispositivo. Assegure-se que utiliza o nome de dispositivo correcto do seu stick USB.

Em seguida, monte o stick de memória USB (mount /dev/sda /mnt), que terá a partir de agora um sistema de ficheiros FAT , e copie para lá uma imagem ISO Debian netinst ou uma businesscard (veja Secção 4.3.3, “Adicionar uma imagem ISO”. Desmonte o stick (umount /mnt) e pronto está feito.

4.3.2. Copiar ficheiros — da maneira flexível

Se você aprecia maior flexibilidade ou apenas quer saber o que se está a passar, deve utilizar o seguinte método para colocar os ficheiros no stick.

4.3.2.1. Particionamento do stick USB em AMD64

Iremos demonstrar como preparar o memory stick para utilizar a primeira partição, em vez de todo o dispositivo.

Nota

Dado que a maioria dos sticks USB vêm pré-configurados com uma única partição FAT16, provavelmente não terá de reparticionar ou reformatar o stick. Se o tiver de fazer dessa maneira, utilize cfdisk ou qualquer outra ferramenta de particionamento para criar uma partição FAT16 e então criar o sistema de ficheiros utilizando:

# mkdosfs /dev/sda1

Certifique-se de que utiliza o nome correcto do seu dispositivo para o seu stick USB. O comando mkdosfs está contido no pacote Debian dosfstools.

Com o intuito de iniciar o kernel após arrancar a partir do stick USB, nós iremos colocar o gestor de arranque no stick. Apesar de qualquer gestor de arranque servir (por exemplo o LILO), é conveniente utilizar o SYSLINUX, dado que utiliza uma partição FAT16 e pode ser simplesmente reconfigurada editanto um ficheiro de texto. Qualquer sistema operativo que suporte um sistema de ficheiros FAT pode ser utilizado para fazer alterações à configuração do gestor de arranque.

Para colocar SYSLINUX na partição FAT16 do seu stick USB, instale os pacotes syslinux e mtools no seu sistema, e faça:

# syslinux /dev/sda1

Mais uma vez certifique-se de que utiliza o nome correcto do dispositivo. A partição não deve ser montada quando SYSLINUX iniciar. Este procedimento escreve um sector de arranque para a partição e cria o ficheiro ldlinux.sys que contém o código do gestor de arranque.

Monte a partição (mount /dev/sda1 /mnt) e copie os seguintes ficheiros dos arquivos Debian para o stick:

  • vmlinuz (binário kernel)

  • initrd.gz (imagem ramdisk inicial)

  • syslinux.cfg (ficheiro de configuração SYSLINUX)

  • Módulos de kernel opcionais

Se quiser renomear os ficheiros, tenha atenção que SYSLINUX apenas pode processar nomes de ficheiros DOS (8.3).

O ficheiro de configuração syslinux.cfg deve conter as seguintes duas linhas:

default vmlinuz
append initrd=initrd.gz

4.3.3. Adicionar uma imagem ISO

O instalador irá procurar no stick uma imagem ISO Debian e pela sua fonte para dados adicionais necessários para a instalação. Por isso o próximo passo é copiar uma imagem Debian ISO (businesscard, netinst ou até uma imagem de CD completa) no seu stick (certifique-se que escolhe uma que caiba). O nome do ficheiro de tal imagem tem de terminar em .iso.

Se quiser instalar através da rede, sem utilizar uma imagem ISO, saltará naturalmente o passo anterior. Além disso você terá de usar a ramdisk inicial do directório netboot em vez daquela do hd-media, porque hd-media/initrd.gz não tem suporte para rede.

Quando terminar, desmonte o stick de memória USB (umount /mnt) e active a sua protecção de escrita.

4.3.4. Arrancar do stick USB

Atenção

Se o seu sistema se recusa a arrancar a partir do stick de memória, este stick pode conter um master boot record (MBR) inválido. Para solucionar isto, utilize o comando install-mbr do pacote mbr:

# install-mbr /dev/sda