5.1. Iniciar o Instalador em ARM

5.1.1. Iniciar com TFTP

Iniciar pela rede, requer que tenha uma ligação de rede configurada e um servidor de arranque de rede TFTP (DHCP, RARP ou BOOTP).

O método de instalação para suportar o arranque pela rede é descrito na Secção 4.3, “Preparar Ficheiros para arranque pela Rede via TFTP”.

5.1.1.1. Iniciar a partir de TFTP em NetWinder

Os Netwinder têm dois interfaces de rede: uma placa compatível com NE2000 a 10Mbps (que é normalmente referenciada como eth0 e uma placa Tulip a 100Mbps. Poderá haver problemas em carregar a imagem via TFTP utilizando a placa a 100Mbps por isso é recomendado que utilize o interface a 10Mbps (a que está identiticada como 10 Base-T).

Nota

Necessita do NeTTrom 2.2.1 ou posterior para arrancar o sistema de instalação, é recomendada a versão 2.3.3. Infelizmente, os ficheiros de firmware actualmente não estão disponíveis para download por razões de licenciamento. Se esta situação se modificar, poderá encontrar as novas imagens ftp://ftp.netwinder.org/pub/netwinder/firmware/

Quando arrancar o seu Netwinder você tem de interromper o processo de arranque durante a contagem decrescente. Isto permite-lhe definir uma série de configurações de firmware necessárias para arrancar com o instalador. Em primeiro lugar, começe por carregar as configurações de omissão:

    NeTTrom command-> load-defaults

De seguida, tem de configurar a rede, quer com endereço estático:

    NeTTrom command-> setenv netconfig_eth0 flash
    NeTTrom command-> setenv eth0_ip 192.168.0.10/24

onde 24 é número de set bits na netmask, ou um endereço dinâmico:

    NeTTrom command-> setenv netconfig_eth0 dhcp

Se o servidor de TFTP não estiver na subrede local pode também necessitar de configurar as configurações route1, tem de especificar o servidor TFTP e a localização da imagem. Depois pode guardar as suas configurações para a flash.

    NeTTrom command-> setenv kerntftpserver 192.168.0.1
    NeTTrom command-> setenv kerntftpfile boot.img
    NeTTrom command-> save-all

Agora tem de dizer ao firmware que a imagem TFTP tem de ser iniciada:

    NeTTrom command-> setenv kernconfig tftp
    NeTTrom command-> setenv rootdev /dev/ram

Se utilizar uma consola série para instalar o seu Netwinder, tem de adicionar a seguinte configuração:

    NeTTrom command-> setenv cmdappend root=/dev/ram console=ttyS0,115200

Em alternativa, para instalações com um teclado e monitor tem de definir:

    NeTTrom command-> setenv cmdappend root=/dev/ram

Pode utilizar o comando printenv para rever as suas configurações. Depois de ter verificado que as configurações estão correctas, pode carregar a imagem:

    NeTTrom command-> boot

No caso de ter algum problema, está disponível um HOWTO detalhado

5.1.1.2. Iniciar a partir de TFTP em CATS

Em máquinas CATS, use o comando boot de0: ou similar na prompt Cyclone.

5.1.2. Iniciar a partir de CD-ROM

O melhor caminho para a maioria das pessoas será usar um conjunto de CDs Debian. Se tem um conjunto de CDs, e se a sua máquina suporta arranque directamente a partir do CD, fantástico! Simplesmente insira o seu CD, reinicie, e proceda para o próximo capítulo.

Note que determinadas drives de CD podem necessitar de drivers especiais, e portanto estarem inacessíveis nas fases iniciais da instalação. Se se verificar que a maneira comum de iniciar a partir do CD não funciona no seu hardware, visite novamente este capítulo e leia sobre métodos alternativos para instalar e kernels alternativos que poderão funcionar consigo.

Mesmo se não conseguir iniciar a partir do CD-ROM, poderá provavelmente instalar os componentes do Debian e qualquer pacote que deseje a partir do CD-ROM. Simplesmente arranque utilizando uma media diferente, tal como disquetes. Quando for altura de instalar o sistema operativo, sistema base, e qualquer pacote adicional, aponte o sistema de instalação para a drive de CD-ROM.

Se tiver problemas com o arranque, veja a Secção 5.3, “Diagnosticar Problemas no Processo de Instalação”.

Para iniciar de um CD-ROM a partir da prompt da consola Cyclone, use o comando boot cd0:cats.bin

5.1.3. Arrancar a partir de Firmware

Existe um número cada vez maior de dispositivos para os consumidores que arrancam directamente a partir de um chip flash no dispositivo. O instalador pode ser escrito para flash de modo a que arranque automaticamente quando reiniciar as suas máquinas.

Nota

em muitos casos, mudar o firmware de um dispositivo embebido inutiliza a sua garantia. Por vezes nem sequer consegue recuperar o seu dispositivo se ocorrerem problemas durante o processo de flash. Por isso, tenha cuidado e siga os passos com cuidado.

5.1.3.1. Arrancar o NSLU2

Existem três formas de colocar o firmware do instalador em flash:

5.1.3.1.1. Utilizando o interface web NSLU2

Vá à secção de administração e escolha o item do menu Upgrade. Depois pode navegar pelo seu disco à procura da imagem do instalador de que fez download anteriormente. Depois carregue no botão Start Upgrade, confirme, espere alguns minutos e confirme novamente. Então o sistema irá arrancar directo para o instalador.

5.1.3.1.2. Através da rede utilizando Linux/Unix

Pode utilizar upslug2 a partir de qualquer máquina Linux ou Unix para actualizar a máquina a partir da rede. Este software está empacotado em Debian. Primeiro, tem de colocar o seu NLSU2 em modo de upgrade:

  1. Desligar quaisquer discos e/ou dispositivos das portas USB.

  2. Desligar o NSLU2

  3. Carregar e manter pressionado o botão de reset (acessível através de um pequeno buraco atrás, mesmo acima da entrada para alimentação).

  4. Carregue e largue o botão de ligar para ligar o NSLU2.

  5. Espere 10 segundos olhando para o LED ready/status. Após 10 segundos mudará de âmbar para vermelho. Solte imediatamente o botão de reset.

  6. O LED ready/status irá piscar alternanado vermelho/verde (existe uma espera de 1 segundo antes do primeiro verde). O NLSU2 está agora em modo de actualização.

Se tiver problemas com isto veja as páginas Linux-NSLU2. Uma vez estando o NLSU2 em modo de actualização, pode flashar a nova imagem:

sudo upslug2 -i di-nslu2.bin

Note que a ferramenta também mostra o endereço MAC da seu NSLU2, que pode ser útil para configurar o seu servidor DHCP. Após toda a imagem estar escrita e verificada, o sistema irá reiniciar automaticamente. Assegure-se que liga novamente o seu disco USB, caso contrário o instalador não conseguirá encontrá-lo.

5.1.3.1.3. Através da rede utilizando Windows

Para Windows existe uma ferramenta para actualizar o firmware via rede.