2.2. Mídias de Instalação

Esta seção lhe ajudará a determinar que diferentes tipos de mídias de instalação poderá usar para instalar a Debian. Por exemplo, se tiver uma unidade de disquetes em sua máquina, ela poderá ser usada para instalar a Debian. Existe um capítulo completo sobre mídias de instalação em Capítulo 4, Obtendo a mídia de instalação do sistema, que lista as vantagens e desvantagens de cada tipo de mídia. Você pode voltar a esta página assim que terminar a leitura daquela seção.

2.2.1. Disquetes

Em alguns casos, você terá que dar a partida pela primeira vez a partir de disquetes, usando o disquete de recuperação. Geralmente, tudo que irá precisar é de um disquete de alta densidade (1440KB) de 3.5 polegadas.

2.2.2. CD-ROM/DVD-ROM

Nota

Onde quer que veja “CD-ROM” neste manual, entenda como CD-ROM ou DVD-ROM, porque ambas as tecnologias são a mesma coisa do ponto de vista do sistema operacional. (Exceto por alguns padrões bastante antigos de unidades de CD-ROM que não são nem SCSI ou IDE/ATAPI).

A instalação baseada em CD-ROM é suportada por algumas arquiteturas. Em máquinas que suportam a inicialização através de CD-ROMs, você deverá ser capaz de fazer uma instalação sem disquetes . Até mesmo se o seu sistema não suportar a inicialização através de um CD-ROM, você poderá usar um CD-ROM em conjunto com as outras técnicas de instalação em seu sistema, uma vez que inicializou por outras formas; veja Capítulo 5, Iniciando o sistema de instalação.

Ambos os CD-ROMs SCSI e IDE/ATAPI são suportados. Em adição, todas as interfaces de CD não padrões suportadas pelo Linux são oferecidas pelos discos de inicialização (como unidades Mitsui e Matsushita). No entanto, este modelos requerem parâmetros especiais de inicialização ou outras mensagens para funcionarem e é improvável a inicialização sem o uso destes parâmetros. O Linux CD-ROM HOWTO contém dados atualizados de como utilizar CD-ROMs com o Linux.

Unidades de CD-ROM USB também são suportadas, como são dispositivos FireWare pois são suportados pelos dispositivos ohci1394 e sbp2.

2.2.3. Disco Rígido

A possibilidade de iniciar o sistema de instalação diretamente através do disco rígido é outra opção disponível para muitas arquiteturas. Esta opção requer que outro sistema operacional esteja instalado para carregar o programa de instalação a partir do disco rígido.

2.2.4. Memória Stick USB

Muitas máquinas que rodam Debian precisam de suas unidades de CD-ROM somente para configurar o sistema para propósitos de recuperação. Se você administra alguns servidores, você preferencialmente evitará estes métodos e usará uma memory stick USB para a instalação e (caso preciso) a recuperação do seu sistema. Isto é também útil para sistemas de pequeno porte que não tem espaço para controladores desnecessários.

2.2.5. Rede

A rede pode ser usada durante a instalação para obter arquivos necessários para a instalação. Se a rede é usada ou não depende do método de instalação que você escolheu e de suas respostas para certas questões que serão perguntadas durante a instalação. O sistema de instalação suporta a maior parte dos tipos de conexão de rede (incluindo PPPoE, mas não ISDN ou PPP), via HTTP ou FTP. Após a instalação ser completada, você também pode configurar o seu sistema para usar ISDN e PPP.

Também é possível inicializar o sistema de instalação através da rede.

A instalação sem discos, usando a inicialização via rede a partir de uma rede de área local e montagem NFS de todos os sistemas de arquivos locais é outra opção.

2.2.6. Sistema GNU ou *ix

Se já estiver executando um sistema adicional no estilo Unix, é possível usá-lo para instalar a Debian GNU/Linux sem usar o debian-installer descrito no resto deste manual. Este tipo de instalação poderá ser útil para usuários possuem hardwares não suportados ou de máquinas que não podem tomar downtimes. Se estiver interessado nesta técnica, vá até Seção D.3, “Instalando a Debian GNU/Linux a partir de um sistema Unix/Linux”.

2.2.7. Sistemas de Armazenamento Suportados

O disquete de inicialização da Debian trazem um kernel que é construído para maximizar o número de sistemas em que ele poderá ser executado. Infelizmente, isto cria um kernel grande, que contém muitos controladores que não serão usados em sua máquina (veja Seção 8.6, “Compilando um novo Kernel” para aprender como construir seu próprio kernel). O suporte para a maior faixa de dispositivos possíveis é considerável em geral, para se assegurar que o Debian poderá ser instalado na maior quantidade de hardwares.

Geralmente, o sistema de instalação da Debian inclui suporte para disquetes, controladoras IDE, disquetes IDE, dispositivos IDE de porta paralela, controladores e unidades SCSI, USB e FireWire. Os sistemas de arquivos suportados incluem FAT, extensões FAT para Win32 (VFAT), NTFS, entre outros.

As interfaces de disco que emulam a interface de disco rígido “AT” — freqüentemente chamada de MFM, RLL, IDE ou ATA — são suportados. Controladores de disco rígido muito antigas de 8–bits, usados em computadores IBM XT são suportados somente como módulos. Controladores de discos SCSI de muitos fabricantes diferentes são suportados. Veja Linux Hardware Compatibility HOWTO para mais detalhes.