3.5. Pre-Particionamento para sistemas com Multi-Inicialização

O particionamento do seu disco simplesmente se refere ao ato de dividir seu disco em pedaços. Cada pedaço é independente dos outros. É de grosso modo equivalente a colocar paredes dentro da casa; se adicionar uma parede na casa, ela não afetará qualquer outro cômodo.

Caso já tenha um sistema operacional no seu sistema (Windows 9x, Windows NT/2000/XP, OS/2, MacOS, Solaris, FreeBSD, …) E deseja instalar o Linux no mesmo disco, você precisará reparticioná-lo. A Debian requer sua própria partição de disco. Ela não poderá ser instalada em partições Windows ou MacOS. Pode ser possível compartilhar algumas partições com outros sistemas Linux, mas isso não será explicado aqui. Pelo menos você precisará de uma partição dedicada para o sistema de arquivos raiz da Debian.

Você poderá encontrar informações sobre a configuração atual de particionamento usando uma ferramenta de particionamento para seu sistema operacional atual , tal como o fdisk ou o PartitionMagic. As ferramentas de particionamento sempre oferecem um método de mostrar as partições existentes sem fazer mudanças.

Em geral, a alteração de uma partição com um sistema de arquivos existentes destruirá qualquer dado localizado lá. Assim você deverá sempre fazer backups antes de fazer qualquer reparticionamento. Usando a analogia da casa, você deverá tirar tudo que estiver dentro dela antes de mover a casa sob risco de ocorrer destruições.

Caso seu computador tenha mais de um disco rígido, você poderá querer dedicar um de seus discos completamente a Debian. Caso deseje fazer isto, você não precisará particionar aquele disco antes de iniciar o sistema de instalação; o programa de instalação inclui programas de particionamento que poderão fazer da melhor forma este trabalho.

Se sua máquina somente tenha um disco rígido, e deseja substituir o sistema atual completamente com o Debian GNU/Linux, você também terá que fazer o particionamento como parte do processo de instalação (Apêndice C, Particionamento para a Debian), após iniciar o processo de instalação. No entanto, isto somente funciona se planeja iniciar o programa de instalação através de tapes, CD-ROM ou arquivos em uma máquina conectada. Considere: se inicializar através de arquivos localizados a partir do disco rígido e então particionar o mesmo disco durante a execução do sistema de instalação, você estará apagando os arquivos requeridos, e a instalação não será realizada com sucesso. Pelo menos neste caso, você deverá ter métodos alternativos para reinstalar sua máquina tal como tapes originais de instalação do sistema ou CDs.

Caso sua máquina tenha múltiplas partições e espaço bastante poderá ser liberado apagando e substituindo uma ou mais delas, então você poderá aguardar e usar o programa de particionamento na instalação da Debian. Você ainda deverá ler através do material abaixo, porque podem existir circunstâncias especiais como a ordem de partições existentes dentro do mapa de partição, isto lhe forçara a particionar antes de instalar.

Caso sua máquina tenha um sistema de arquivos FAT ou NTFS, o mesmo usado pelo DOS e Windows, espere e use o programa de particionamento da Debian para alterar o tamanho do sistema de arquivos FAT.

Se nenhum destes casos se aplicam, será necessário reparticionar seu disco rígido antes de iniciar a instalação para criar espaço particionável para a Debian. Caso algumas das partições sejam de outro sistema operacional, você deverá preferir criá-las usando as ferramentas de particionamento nativas destes sistemas. Nós recomendamos que não tente criar partições da Debian GNU/Linux usando outras ferramentas de particionamento. Ao invés disso, você deverá criar as partições usando ferramentas nativas que deseja ter.

Caso estiver tentando instalar mais que um sistema operacional na mesma máquina, você deverá instalar todos os outros sistemas antes de seguir com a instalação do Linux. O Windows e outras instalações de SO podem destruir sua capacidade de iniciar o Linux ou encorajar você a formatar uma partição não-nativa que utiliza.

Você pode ignorar estas ações ou evitá-las, mas a instalação do sistema operacional nativo primeiro lhe livrará de problemas.

Caso já tenha um disco rígido com uma partição (uma configuração comum para computadores desktop) e deseja fazer múltipla inicialização com o sistema operacional nativo e a Debian, você precisará fazer:

  1. Backup de tudo no computador.

  2. Inicializar através da mídia do sistema operacional nativo, tal como CD-ROM ou tapes.

  3. Use as ferramentas de particionamento nativo para criar partições do sistema. Deixe ou um espaço para a partição que será instalada ou espaço livre para o Debian GNU/Linux.

  4. Instalar o sistema operacional nativo em sua própria partição.

  5. Volte ao sistema operacional nativo para verificar se tudo está OK, e para baixar os arquivos de inicialização do programa de instalação da Debian..

  6. Inicie o programa de instalação da Debian para continuar a instalação.

3.5.1. Particionamento através do DOS ou Windows

Se estiver manipulando partições FAT ou NTFS existentes, é recomendado que ou use o esquema abaixo ou as ferramentas nativas do Windows ou DOS. Caso contrário, não é realmente necessário particionar a partir do DOS ou Windows pois as ferramentas de particionamento do Linux geralmente fazem uma bom trabalho.

Mas se tiver um disco IDE grande e não estiver usando endereçamento LBA, controladores overlay (algumas vezes fornecidos pelo fabricante do disco rígido) ou uma BIOS nova (pós 1998) que suportam extensões de acesso a discos grandes, então será preciso posicionar a partição da Debian cuidadosamente no disco. Neste caso, será preciso colocar a partição de partida nos primeiros 1024 cilindros do seu disco rígido (normalmente nos primeiros 524MB, sem a tradução da BIOS). Isto pode significar que partições FAT ou NTFS deverão ser movidas.

3.5.1.1. Reparticionamento não Destrutivo a partir do DOS, Win-32 ou OS/2

Uma das instalações mais comuns é em um sistema que já tem o DOS (incluindo o Windows 3.1), Win32 (tal como Windows 95, 98, Me, NT, 2000, XP) ou OS/2 e é necessário colocar a Debian no mesmo disco sem destruir o sistema anterior. Note que o programa de instalação suporta a alteração de tamanho em sistemas de arquivos FAT e NTFS. Simplesmente inicie o programa de instalação e quando você chegar na fase de particionamento, selecione a opção para particionamento Manual, selecione a partição a ser redimensionada e especifique seu novo tamanho. Assim, na maioria dos casos você não precisará usar o método descrito abaixo.

Antes de prosseguir, você deverá decidir como deseja dividir seu disco. O método desta seção somente dividirá o disco em duas partes. Uma que terá o sistema original e a outra que será usada para a Debian. Durante a instalação da Debian, você terá a oportunidade de usar a porção reservada no disco para a instalação da Debian, i.e. como swap ou sistema de arquivos.

A idéia é mover todos os dados da partição para o começo, antes de modificar as informações da partição, assim nada será perdido. É importante que você faça o mínimo de coisas possíveis entre a movimentação de dados e reparticionamento para minimizar a chance de um arquivo ser gravado no final da partição e isso poderá diminuir a quantidade de espaço que poderá obter da partição.

A primeira coisa necessária é copiar o fips que está disponível no diretório tools/ do seu espelho Debian mais próximo. Descompacte o arquivo compactado com unzip e copie os arquivos RESTORRB.EXE, FIPS.EXE e ERRORS.TXT para um disquete de partida. Um disquete de partida poderá ser criado usando o comando sys a: sob o DOS. O fips vem com uma documentação muito boa que poderá querer ler. Você definitivamente deverá ler a documentação se utilizar um controlador de compactação de disco ou um gerenciador de discos. Crie o disco e leia a documentação antes de desfragmentar o disco.

A próxima coisa necessária é mover todos os dados para o começo da partição. O comando defrag, que vem com o DOS 6.0 e superiores podem fazer o trabalho facilmente. Veja a documentação do fips para uma lista de outros softwares que podem fazer isso. Note que estiver executando o Windows 9x, deverá executar o defrag a partir de lá, pois o DOS não entende o formato VFAT, que é usado para suportar nomes de arquivos longos, usados no Windows 95 e superiores.

Após executar o programa de desfragmentação (que pode levar algum tempo em um disco grande), reinicie com o disquete do fips que criou na unidade de disquetes. Simplesmente digite a:\fips e siga as instruções.

Note que existem outros gerenciadores de partições, no caso do fips não funcionar.

3.5.1.2. Particionamento para o DOS

Se estiver particionando para unidades DOS ou alterando o tamanho de partições DOS, usando ferramentas do Linux, muitas pessoas tem experimentado problemas enquanto trabalham com partições FAT resultantes. Por exemplo, algumas tem relatado performance baixa, problemas consistentes com o scandisk ou algum outro erro estranho no DOS ou Windows.

Aparentemente, se criar ou mudar o tamanho de uma partição para uso no DOS. É uma boa idéia preencher os primeiros setores com zeros. Você deveria fazer isso, antes de executar o comando format do DOS, executando o seguinte comando a partir do Linux:

# dd if=/dev/zero of=/dev/hdXX bs=512 count=4