5.1. Inicializando o Programa de Instalação na IA-64

5.1.1. Inicializando através de um CD-ROM

O caminho mais fácil para a maioria das pessoas é usar um conjunto de CDs da Debian. Se tiver um conjunto de CDs e se sua máquina suportar a inicialização diretamente através de CD, ótimo! Simplesmente insira seu CD, reinicie e prossiga até o próximo capítulo.

Note que algumas unidades de CD podem requerer controladores especiais e assim estarão inacessíveis nos primeiros estágios da instalação. Caso o método padrão de inicializar através de um CD não funcionar para seu hardware, revisite este capítulo e leia sobre kernels alternativos e métodos de instalação que podem funcionar para você.

Até mesmo se não puder inicializar a partir de um CD-ROM, você provavelmente poderá instalar o sistema Debian e seus componentes e qualquer pacote que procura pelo CD-ROM. Simplesmente inicialize usando outra mídia, como disquetes. Quando chegar a hora de instalar o sistema operacional, sistema básico e quaisquer pacotes adicionais, aponte o sistema de instalação para a unidade de CD-ROM.

Se tiver problemas durante a inicialização, veja Seção 5.3, “Problemas e Processo de Instalação”.

Conteúdo do CD

Existem três variações básicas dos CDs de instalação do Debian. O CD Cartão de Visita possui um conjunto mínimo de instalação que caberá em uma pequena mídia de CD. Este CD requer uma conexão de rede para instalar o resto do sistema básico e criar um sistema utilizável. O CD Instalação via Rede tem todos os pacotes da instalação do sistema básico mas requer uma conexão de rede com um espelho do Debian para instalar pacotes extras que deseja para instalar um sistema completo. O conjunto de CDs do Debian pode instalar um sistema completo a partir de uma grande variedade de pacotes sem precisar acessar a rede.

A arquitetura IA-64 utiliza a próxima geração da Interface de Firmware Extensível (EFI) fabricada pela Intel. Ao invés de saber um pouco sobre o dispositivo de inicialização assim como a BIOS x86 e um pouco sobre a tabela de partição e MBR (master boot record), o EFI pode ler e gravar arquivos para partições de discos formatadas com o sistema FAT16 e FAT32. Isto simplifica o processo de inicialização do sistema. O gerenciador de partida do sistema e o firmware EFI que o suportam, tem um sistema de arquivos completo para armazenar os arquivos necessários para a inicialização da máquina. Isto significa que o sistema de discos em um sistema IA-64 tem uma partição de discos dedicada ao EFI ao invés de um MBR ou bloco de inicialização simples como o existente em sistemas convencionais.

O CD do Debian Installer contém uma partição EFI pequena onde estão localizados o gerenciador de partida ELILO, seu arquivo de configuração, o kernel de instalação e sistema de arquivos iniciais (initrd). O sistema em execução também contém uma partição EFI aonde os arquivos necessários para a inicialização do sistema residem. Estes arquivos são lidos a partir do interpretador de comandos EFI, como descrito abaixo.

A maioria dos detalhes sobre como o ELILO carrega e inicia o sistema são transparentes para o programa de instalação do sistema. No entanto, o programa de instalação precisa configurar uma partição EFI antes de instalar o sistema básico. Caso contrário, a instalação do ELILO falhará, tornando o sistema não inicializável. A partição EFI é alocada e formatada no passo de particionamento da instalação, antes de carregar quaisquer pacotes a partir do disco de sistema. A tarefa de particionamento também verifica se uma partição EFI está presente antes de permitir a continuidade do processo de instalação.

O gerenciador de partida EFI é mostrado como último passo da inicialização do firmware. Ele mostra uma lista de menus aonde o usuário pode selecionar uma opção. Dependendo do modelo do sistema e de que outros softwares foram carregados, este menu poderá ser diferente de um sistema para outro. Devem existir pelo menos dois itens de menu sendo mostrados, Boot Option Maintenance Menu e EFI Shell (Built-in). O uso da primeira opção é o método preferido, no entanto, se esta opção não estiver disponível ou o CD não puder inicializar através dela, use a segunda opção.

IMPORTANTE

O gerenciador de partida EFI selecionará uma ação padrão de inicialização, tipicamente a primeira escolha do menu, dentro de um número de segundos pré-configurado. Isto é indicado pela contagem regressiva no rodapé da tela. Assim que a contagem regressiva terminar e o sistema iniciar a ação padrão, você pode ter que reiniciar sua máquina para continuar a instalação. Caso a ação padrão seja o "EFI shell", você poderá retornar para o gerenciador de partida digitando exit no aviso de comandos do interpretador de comandos.

5.1.1.1. Opção 1: Booting from the Boot Option Maintenance Menu

  • Insira o CD na unidade de CD/DVD e reinicie a máquina. O firmware mostrará a página do gerenciador de partida EFI e o menu após completar sua inicialização do sistema.

  • Selecione Boot Maintenance Menu a partir do menu com as setas e pressione ENTER. Isto mostrará um novo menu.

  • Selecione Boot From a File a partir do menu com as setas do teclado e pressione ENTER. Isto mostrará uma lista de dispositivos detectados pelo firmware. Você deverá ver duas linhas contendo ou o volume Debian Inst [Acpi ... ou Removable Media Boot. Se examinar o resto da linha de menu, você verá que o dispositivo e informações sobre a controladora deverão ser os mesmos.

  • Você pode escolher ambas das entradas que se referem a unidade de CD/DVD. Selecione a opção com as setas de teclado e pressione ENTER. Se escolher Removable Media Boot a máquina irá inicializar imediatamente a seqüência de pesquisa de inicialização. Se escolher Debian Inst [Acpi ..., ele mostrará uma listagem de diretório da porção inicializável do CD, requerendo que vá para o próximo passo (adicional).

  • Você somente precisará fazer este passo se escolher Debian Inst [Acpi .... A listagem de diretório também mostrará [Treat like Removable Media Boot] próximo a última linha. Selecione esta linha com as setas do teclado e pressione ENTER. Isto iniciará a seqüência de inicialização.

Estes passos iniciam o gerenciador de partida do Debian que irá mostrar uma página de menu aonde poderá selecionar um kernel de inicialização e suas opções. Vá até o passo onde pode selecionar o kernel de inicialização e opções.

5.1.1.2. Option 2: Booting from the EFI Shell

Se, por alguma razão, a opção 1 não for completada com sucesso, reinicie a máquina e quando a tela do gerenciador de partida EFI aparecer, deverá ser mostrada uma opção chamada EFI Shell [Built-in](interpretador de comandos EFI [embutido]). Inicialize a partir do CD de instalação do Debian com os seguintes passos:

  • Insira o CD na unidade de CD/DVD e reinicie a máquina. O firmware mostrará uma página do gerenciador de partida EFI e um menu após completar a inicialização do sistema.

  • Selecione EFI Shell a partir do menu com as setas de teclado e pressione ENTER. O interpretador de comandos EFI procurará em todos os dispositivos inicializáveis e os mostrará na console antes de mostrar seu aviso de comandos. As partições de inicializações reconhecidas nos dispositivos mostrarão um nome de dispositivo de fsn:. Todas as outras partições reconhecidas terão o nome blkn:. Caso inserir um CD antes de entrar na shell, levará alguns segundos até que possa inicializar a unidade de CD.

  • Examine a saída a partir do interpretador de comandos procurando por uma unidade de CD-ROM. É mais provável que seja detectada como fs0: entretanto outros dispositivos com partições inicializáveis também serão mostrados como fsn.

  • Entre com o parâmetro fsn: e pressione ENTER para selecionar o dispositivo, onde n é o número da partição do CDROM. O interpretador de comandos mostrará agora o número da partição como seu aviso de comandos.

  • Digite elilo e pressione ENTER. Isto iniciará a seqüência de partida.

Assim como a opção 1, estes passos iniciarão o gerenciador de partida do Debian que mostrará uma página de menu onde possa selecionar um kernel para inicialização e suas opções. Você também poderá entrar com o comando fsn:elilo no interpretador de comandos. Continue para selecionar o kernel de inicialização e suas opções.

5.1.1.3. Instalação usando um Console Serial

Você pode optar por fazer a instalação usando um monitor e teclado ou usando uma conexão serial. Para usar a configuração de monitor/teclado, seleciona uma opção contendo a string [VGA console]. Para instalar através de uma conexão serial, selecione uma opção contendo a string [BAUD baud serial console], aonde BAUD é a velocidade de sua console serial. Os itens de menus para as configurações de taxa baud mais típicas em ttyS0 estão pré-definidas.

Na maioria das circunstâncias, você precisará fazer com que o programa de instalação utilize a mesma taxa baud de sua conexão com a console EFI. Se não estiver seguro de qual é a configuração, você pode obtê-la usando o comando baud no interpretador de comandos do EFI.

Caso não exista uma opção disponível que esteja configurada para o dispositivo serial ou taxa baud que deseja usar, você pode substituir a configuração de console por uma das opções de menu existentes. Por exemplo, para usar uma taxa de console de 57600 através de um dispositivo ttyS1, enter com o parâmetro console=ttyS1,57600n8 na janela de texto Boot:.

Nota

A maioria das máquinas IA-64 vem com uma configuração padrão de console baud de 9600. Esta configuração é bem lenta, e o processo normal de instalação levará um tempo significativo para desenhar cada tela. Você deverá considerar ou aumentar a taxa baud usada para fazer a instalação ou realizar uma instalação usando o modo texto. Veja o menu de ajuda Params por instruções de como iniciar o programa de instalação em modo texto.

Atenção

Caso selecionar um tipo de console incorreto, você será capaz de selecionar o e kernel e entrar com parâmetros, mas ambas a tela e sua entrada padrão irão desaparecer assim que o kernel for iniciado, será necessário que reinicie antes de começar a instalação.

5.1.1.4. Selecionando o Kernel de Inicialização e Opções

O gerenciador de partida mostrará um formulário com uma lista de opções de menu e uma janela de textos com o aviso Boot:. As setas de teclado selecionam um item do menu e qualquer texto digitado no teclado aparecerá na janela de textos. Também existem telas de ajuda que podem ser mostradas pressionando-se a tecla de função apropriada. A tela de ajuda General explica as escolhas de menu e a tela Params as opções comuns de linha de comando.

Consulte a tela de ajuda General para obter uma descrição dos kernels e modos de instalação mais apropriados para sua instalação. Você também deverá consultar Seção 5.2, “Parâmetros de Inicialização” abaixo para qualquer parâmetro adicional que deseja usar na janela de texto Boot:. A versão do kernel que escolher seleciona a versão do kernel que será usada para ambos o processo de instalação e após o sistema instalado. Caso encontrar problemas relacionados com o kernel durante a instalação, você pode também ter o mesmo problema com o sistema recém instalado. Os seguintes dois passos selecionarão e iniciarão a instalação:

  • Selecione a versão do kernel e modo de instalação mais apropriados a suas necessidades com as setas.

  • Entre com qualquer parâmetro de inicialização digitando no teclado. O texto será mostrado diretamente na janela de texto. Este é o lugar aonde os parâmetros do kernel (tal como configurações de console serial) são especificados.

  • Pressione ENTER. Isto carregará e iniciará o kernel. O kernel irá mostrar suas mensagens de inicialização padrões seguidas pela primeira tela do programa de instalação do Debian.

Vá até o próximo capítulo para continuar a instalação a partir do passo aonde configura a localização de idioma, rede e partições de disco.

5.1.2. Inicialização através do TFTP

A inicialização de um sistema IA-64 através da rede é parecida com a inicialização usada pelo CD. A única diferença é de como o kernel da instalação é carregado. O gerenciador de partida EFI pode carregar e iniciar programas a partir de um servidor da rede. Assim que o kernel for carregado e iniciar, a instalação do sistema prosseguirá através dos mesmos passos usados na instalação através do CD com a exceção de que os pacotes da instalação do sistema básico serão carregados através da rede ao invés da unidade de CD.

A inicialização através da rede requer que tenha uma conexão de rede e um servidor de inicialização TFTP (DHCP, RARP ou BOOTP).

O método de instalação para suportar a inicialização é descrito em Seção 4.3, “Preparando os arquivos para inicialização via rede usando TFTP”.

A inicialização através da rede em sistemas IA-64 requerem duas ações específicas de arquitetura. Uma no servidor de inicialização, o DHCP e TFTP devem ser configurados para entregar o elilo. Nos clientes, uma opção de inicialização nova deve ser definida no gerenciador de partida EFI para permitir a inicialização através da rede.

5.1.2.1. Configurando o Servidor

Uma entrada TFTP recomendada para a inicialização de um sistema IA-64 via rede se parece com esta:

host mcmuffin {
        hardware ethernet 00:30:6e:1e:0e:83;
        fixed-address 10.0.0.21;
        filename "debian-installer/ia64/elilo.efi";
}

Note que o objetivo é ter o elilo.efi sendo executado no cliente.

Descompacte o arquivo netboot.tar.gz no diretório usado como sistema de arquivos raiz do seu servidor tftp. Diretórios tftp raiz típicos incluem o /var/lib/tftp e /tftpboot. Isto criará uma árvore de diretórios do debian-installer contendo os arquivos de inicialização para um sistema IA-64.

# cd /var/lib/tftp
# tar xvfz /home/user/netboot.tar.gz
./
./debian-installer/
./debian-installer/ia64/
[...]

O arquivo netboot.tar.gz contém um arquivo elilo.conf que deve funcionar para a maioria das configurações. No entanto, você precisará fazer modificações neste arquivo, sendo encontrado dentro do diretório debian-installer/ia64/. É possível ter diferentes arquivos de configuração para clientes diferentes usando o endereço IP do cliente como prefixo em hexadecimal com a extensão .conf ao invés de elilo.conf. Veja a documentação que acompanha o pacote elilo para detalhes

5.1.2.2. Configurando o Cliente

Para configurar o suporte a inicialização TFTP no cliente, entre no EFI e entre no item de menu Boot Option Maintenance Menu.

  • Add a boot option (Adicionar uma opção de partida).

  • Você deverá ver uma ou mais linhas com o texto Load File [Acpi()/.../Mac()]. Se mais de uma destas linhas existem, escolha uma que contém o endereço MAC da interface de onde estará inicializando. Use as setas de teclado para destacar sua escolha, então pressione enter.

  • De o nome Netboot ou algo parecido, salve e retorne para o menu de opções de inicialização.

Você deverá ver a nova opção de inicialização que criou e selecionando-a deverá iniciar as requisições DHCP, fazendo com que o TFTP carregue o arquivo elilo.efi a partir do servidor.

O gerenciador de partida mostrará seu interpretador de comandos após baixar e processar seu arquivo de configuração. Neste ponto, a instalação seguirá com os mesmos passos do que a instalação via CD. Selecione uma opção de partida como mostrado acima e quando o kernel se instalar através da rede, ele iniciará o programa de instalação do Debian.

Vá até o próximo capítulo para continuar a instalação onde você irá configurar o “locale” do idioma, rede e partições de disco.