[ anterior ] [ Conteúdo ] [ 1 ] [ 2 ] [ 3 ] [ 4 ] [ 5 ] [ 6 ] [ A ] [ próximo ]


Notas de Lançamento para o Debian GNU/Linux 4.0 ("etch"), PowerPC
Capítulo 3 - Sistema de Instalação


O Debian Installer é o sistema de instalação oficial para o Debian. Ele oferece uma variedade de métodos de instalação. Quais métodos estão disponíveis para instalar o seus sistema depende da sua arquitetura.

Imagens do instalador para etch podem ser encontradas junto com o Manual de Instalação na página web do Debian.

O Manual de Instalação também está incluído no primeiro CD/DVD dos conjuntos oficiais de CD/DVD Debian, em:

     /doc/install/manual/idioma/index.html

Você também pode querer verificar a errata do debian-installer para uma lista de problemas conhecidos.


3.1 O que há de novo no sistema de instalação?

Tem ocorrido muito desenvolvimento no Debian Installer desde sua primeira versão oficial com o sarge resultando em melhor suporte a hardware e alguns excitantes novos recursos.

Nestas Notas de Lançamento nós vamos listar apenas as grandes mudanças do instalador. Se você está interessado em uma visão geral das mudanças detalhadas desde o sarge por favor, verifique a página de anúncios de lançamento para o etch versões beta e RC disponível a partir do histórico das notícias do Debian Installer.


3.1.1 Grandes mudanças

Sem reinicialização durante a instalação

Antigamente, a instalação estava dividida em duas partes: configurar o sistema básico e fazê-lo inicializável, seguido por uma reinicialização e após isso a execução do base-config que cuidaria de coisas como configuração de usuário, configuração do gerenciamento de pacotes e instalação de pacotes adicionais (usando tasksel).

Para o etch o segundo estágio foi integrado no próprio Debian Installer. Isto tem um número de vantagens, incluindo aumento da segurança e o fato de que após a reinicialização no final da instalação o seu novo sistema deveria ter o fuso horário correto e, se você instalou um ambiente de área de trabalho, iria de uma só vez iniciar a interface gráfica do usuário.

Codificação UTF-8 como padrão para novos sistemas

O instalador fará a configuração dos sistemas para usar codificação UTF-8 ao invés de outras antigas codificações específicas por idioma (como ISO-8859-1, EUC-JP ou KOI-8).

Particionamento mais flexível

Agora é possível configurar sistemas de arquivos num volume LVM usando o particionamento assistido.

O instalador também é capaz de configurar sistemas de arquivos criptografados. Usando o particionamento manual você tem a escolha entre dm-crypt e loop-aes, usando uma senha ou uma chave aleatória, e você pode ajustar várias outras opções. Usando o particionamento assistido, o instalador criará uma partição LVM criptografada que contém quaisquer outros sistemas de arquivos (exceto (/boot) como volumes lógicos.

Interface gráfica do usuário

Para PowerPC uma imagem de instalação separada usando a interface gráfica do usuário está disponível de forma experimental. É conhecido seu funcionamento na maioria dos sistemas CHRP que têm placas gráficas ATI, mas não foi suficientemente testado em PowerPC para inclusão nos CDs normais de instalação.

Se você gostaria de tentar o instalador gráfico, procure pela imagem "gtk-miniiso".

A funcionalidade do instalador gráfico é quase idêntica ao instalador regular, apenas a apresentação difere. Há uma exceção: a interface gráfica não suporta a configuração de partições criptografadas usando chaves aleatórias.

A maior vantagem da interface gráfica do usuário é que ela suporta mais idiomas que a interface regular do usuário (newt). Informação sobre o instalador gráfico e as diferenças mais importantes entre o instalador gráfico e o regular estão documentadas no apêndice do Manual de Instalação.

Nota: a interface gráfica do usuário não está disponível para todas as arquiteturas.

Modo de recuperação (rescue)

Você pode usar o instalador para resolver problemas com seu sistema, por exemplo quando ele se recusa a inicializar. Os primeiros passos serão como uma instalação regular, mas o instalador não iniciará o particionador. Ao invés disto, ele vai oferecer a você um menu de opções de recuperação.

Ative o modo de recuperação inicializando o instalador com rescue, ou adicionando o parâmetro de inicialização rescue/enable=true.

Usando sudo ao invés da conta root

Durante instalações expert você pode escolher não configurar a conta root (ela será bloqueada), mas ao invés disto configurar sudo para que o primeiro usuário possa usá-lo para a administração do sistema.

Verificação criptográfica dos pacotes baixados

Pacotes baixados com o instalador agora são criptograficamente verificados usando apt tornando mais difícil comprometer um sistema sendo instalado através da rede.

Configuraçãode e-mail simplificada

Se o "sistema padrão" é instalado, o instalador define uma configuração básica para o servidor de e-mails do sistema que somente fornecerá entrega de e-mails local. O servidor de e-mail estará indisponível para outros sistemas conectados na mesma rede. Se você quer configurar seus sistemas para lidar com e-mail não local ao sistema (tanto para enviar como para receber) você terá que reconfigurar o sistema de e-mail após a instalação.

Seleção de área de trabalho

O sistema de instalação irá instalar uma área de trabalho GNOME como área de trabalho padrão se o usuário solicitar uma.

No entanto, usuário que desejam instalar ambientes de área de trabalho alternativos podem facilmente fazê-lo adicionando parâmetros de inicialização: tasks="standard, kde-desktop" para o KDE e tasks="standard, xfce-desktop" para o Xfce. Note que isto não funcionará quando instalando a partir de uma imagem de CD completo sem usar um espelho de rede como uma fonte adicional de pacotes; isto funcionará quando usando uma imagem DVD ou qualquer outro método de instalação.

Também existem imagens de CD separadas disponíveis que instalam o ambiente de área de trabalho KDE ou Xfce por padrão.

Novos idiomas

Graças ao grande esforço dos tradutores, o Debian agora pode ser instalado em 47 idiomas usando a interface de usuário de instalação baseada em texto. São seis idiomas mais que no sarge. Idiomas que foram adicionados neste lançamento incluem Bielorrusso, Esperanto, Estoniano, Kurdish, Macedonio, Tagalog, Vietnamita e Wolof. Devido à falta de atualização de tradução, dois idiomas foram abandonados neste lançamento: Persa e Welsh.

Se a interface gráfica do usuário é usada, mais onze idiomas são suportados. Estes idiomas só podem ser selecionados usando este instalador pois suas fontes não podem ser apresentadas em ambientes não gráficos. Os novos idiomas são: Bengali, Dzongkha, Gujarati, Hindi, Georgia, Khmer, Malayalam, Nepali, Punjabi, Tamil e Thai.

Usuários que não desejam usar nenhum locale agora podem selecionar C como seu locale preferido na seleção de idioma do instalador. Mais informações sobre a cobertura de idiomas está disponível na lista de idiomas do d-i.

Seleção simplificada de idiomas e fuso horários

Configuração do idioma, países e fusos horários foi simplificada para reduzir a quantidade de informação necessária do usuário. O instalador agora adivinhará qual o país do sistema e o fuso horário baseado na seleção do idioma, ou fornecerá uma seleção limitada se não conseguir. Usuário ainda podem introduzir combinações obscuras se for necessário.

Localização geral do sistema melhorada

A maioria das tarefas de internacionalização e localização que previamente eram manuseadas pela ferramenta localization-config agora estão inclusos no instalador do Debian ou em pacotes próprios. Isto significa que a seleção do idioma irá automaticamente instalar pacotes necessários para o idioma (dicionários, documentação, fontes...) tanto no ambiente padrão como nos ambiente de área de trabalho. Configurações que não são mais manuseadas automaticamente incluem a configuração do tamanho do papel e algumas configurações avançadas de teclado para o X Window System para alguns idiomas.

Note que pacotes específicos de idioma somente serão instalados automaticamente se eles estiverem disponíveis durante a instalação.


3.1.2 Instalação automatizada

Várias das mudanças mencionadas nas seções anteriores também implicaram em mudanças no suporte do instalador para instalações automatizadas usando arquivos de pré-configuração. Isto significa que se você possui arquivos de pré-configuração que funcionaram com o instalador do sarge, você não pode esperar que eles funcionem com o novo instalador sem modificação.

A boa notícia é que o Manual de Instalação agora tem uma apêndice separado com documentação extensiva sobre o uso da pré-configuração.

O instalador do etch introduz alguns excitantes novos recursos que permitem automações posteriores e mais fáceis das instalações. Ele também adiciona suporte para particionamento avançado usando RAID, LVM e LVM criptografado. Veja a documentação para detalhes.


3.2 Concurso de popularidade

O sistema de instalação irá novamente oferecer a instalação do pacote popularity-contest. Este pacote não foi instalado por padrão no sarge mas era instalado em versões anteriores.

O popularity-contest fornece ao projeto Debian informações valiosas sobre os pacotes na distribuição que são realmente utilizados. Essa informação é utilizada principalmente para decidir a ordem na qual os pacotes são incluídos nos CD-ROMs de instalação, mas também é frequentemente consultada por desenvolvedores Debian para decidir se se um pacote que não possui mais um mantenedor deve ou não ser adotado.

As informações fornecidas pelo popularity-contest são processadas anonimamente. Nós apreciaríamos se você participasse desta pesquisa oficial; você estaria dessa forma ajudando a melhorar o Debian.


[ anterior ] [ Conteúdo ] [ 1 ] [ 2 ] [ 3 ] [ 4 ] [ 5 ] [ 6 ] [ A ] [ próximo ]


Notas de Lançamento para o Debian GNU/Linux 4.0 ("etch"), PowerPC

$Id: release-notes.pt_BR.sgml,v 1.23 2007-08-13 15:12:45 jseidel Exp $

Josip Rodin, Bob Hilliard, Adam Di Carlo, Anne Bezemer, Rob Bradford, Frans Pop (atual), Andreas Barth (atual), Javier Fernández-Sanguino Peña (atual), Steve Langasek (atual)
debian-doc@lists.debian.org