4.3. Preparar Ficheiros para arranque pela Rede via TFTP

Se a sua máquina está ligada a uma rede local, pode ser capaz de a arrancar através da rede a partir de outra máquina, utilizando TFTP. Se tenciona iniciar a instalação do sistema a partir de outra máquina, será necessário colocar os ficheiros de arranque numa localização específica dessa máquina, e a máquina configurada para suportar o arranque da sua máquina especifica.

Precisa configurar o servidor TFTP, e para muitas máquinas, um servidor BOOTP .

Ao contrário do Open Firmware encontrado nas máquinas Sparc PowerPC, a consola SRM não irá utilizar RARP para obter o seu endereço IP, e portanto você deve usar BOOTP para arrancar o seu Alpha através da rede[2]. Você pode também inserir a configuração IP para as interfaces de rede directamente na consola SRM.

O Trivial File Transfer Protocol (TFTP) é utilizado para servir a imagem de arranque para o cliente. Teoricamente, qualquer servidor, em qualquer plataforma, que implemente estes protocolos, pode ser utilizado. Nos exemplos desta sessão, iremos disponibilizar comandos para for SunOS 4.x, SunOS 5.x (a.k.a. Solaris), e GNU/Linux.

4.3.1. Disponibilizar o Servidor TFTP

Para ter o servidor TFTP pronto a funcionar, deve primeiro certificar-se que é permitido executar tftpd. Isto é usualmente permitido tendo algo como a seguinte linha em /etc/inetd.conf:

tftp dgram udp wait nobody /usr/sbin/tcpd in.tftpd /tftpboot

Os pacotes Debian em geral irão configura-lo correctamente, por omissão, quando são instalados.

Procure nesse ficheiro e lembre-se da directoria que é utilizada como argumento do in.tftpd; que irá necessitar abaixo. O argumento -l permite que algumas versões registem todos os pedidos aos logs de sistema; isto é útil para diagnosticar erros de arranque. Se tiver de alterar o /etc/inetd.conf, terá de notificar o processo inetd que o ficheiro foi alterado. Numa máquina Debian, execute /etc/init.d/inetd reload; noutras máquinas, procure o ID do processo de inetd, e execute kill -HUP inetd-pid.

4.3.2. Mover Imagens TFTP Para o Lugar

Em seguida, coloque a imagem de arranque do TFTP, conforme encontrada na Secção 4.2.1, “Onde Encontrar Imagens de Instalação”, no directório de imagem de arranque tftpd. Por norma este directório será /tftpboot. Terá de fazer um link a partir desse ficheiro para o ficheiro que o tftpd irá utilizar para iniciar um cliente em particular. Infelizmente, o nome do ficheiro é determinado pelo cliente TFTP, e não existem standards sólidos.

4.3.2.1. Iniciar TFTP Alpha

Em Alpha, deve especificar o nome do ficheiro (como caminho relativo à directoria de imagem de arranque) utilizando o argumento-file para o comando SRM boot, ou ajustando a variável de ambiente BOOT_FILE. Alternativamente, o nome do ficheiro pode ser dado via BOOTP (em ISC dhcpd, utilize a directiva filename). Ao contrário de Open Firmware, não há nome de ficheiro por omissão em SRM, tem de especificar o nome do ficheiro por um destes métodos.



[2] Os sistemas Alpha também podem arrancar através da rede utilizando o DECNet MOP (Maintenance Operations Protocol), mas este assunto não é coberto aqui. Presumivelmente, o seu operador local de OpenVMS ficará contente por o ajudar se você estiver a arder por utilizar MOP para arrancar Linux no seu Alpha.