2.2. Meios de Instalação

Esta secção vai ajuda-lo a determinar qual dos meios disponíveis pode utilizar para instalar Debian. Por exemplo, se tem uma drive de disquetes pode a utilizar para instalar Debian. Existe todo um capítulo dedicado aos meios de instalação, Capítulo 4, Obter o Meio de Instalação do Sistema, que lista as vantagens e desvantagem de cada meio. Pode querer mais tarde querer voltar a esta página quando chegar a essa secção.

2.2.1. Disquetes

Em alguns casos terá de fazer o primeiro arranque a partir de disquetes. Normalmente, tudo que precisa é uma drive de disquetes de 3.5 polegadas de alta densidade (1440 kilobytes).

2.2.2. CD-ROM/DVD-ROM

Nota

Cada vez que vir “CD-ROM” neste manual, aplica-se tanto a CD-ROMs como a DVD-ROMs, porque ambas as tecnologias, do ponto de vista do sistema operativo, são o mesmo, excepto no caso de drives muito antigas e não standard que não são nem SCSI nem IDE/ATAPI.

A instalação baseada em CD-ROM é suportada em algumas arquitecturas. Em máquinas que suportem o arranque a partir de CD-ROMs, poderá fazer uma instalação completa sem disquetes . Mesmo que o seu sistema não suporte o arranque a partir de CD-ROM, pode usar o CD-ROM em conjunção com as outras técnicas para instalar o seu sistema, assim que tiver arrancado por outros meios; veja o Capítulo 5, Iniciar a Instalação do sistema.

2.2.3. Disco Rígido

Arrancar o sistema de instalação directamente do disco rígido é outra hipótese em muitas arquitecturas. Isto irá requerer que outro sistema operativo carregue o instalador para o disco rígido.

De facto instalar a partir de um disco rígido local é o método preferível de instalação para a maioria das máquinas m68k.

2.2.4. Rede

Pode também arrancar o seu sistema através de rede.

A instalação sem recurso a disco, utilizando arranque de rede numa rede local e montando todos os sistemas de ficheiros locais em NFS é outra opção.

Depois do kernel do sistema operativo estar instalado, pode instalar o resto do sistema através de algum tipo de ligação de rede (incluído PPP depois da instalação do sistema base), via FTP ou HTTP.

2.2.5. Un*x ou sistema GNU

Se estiver a correr outro sistema de tipo UNIX, você pode utiliza-lo para instalar Debian GNU/Linux sem precisar usar o debian-installer descrito no resto do manual. Este tipo de instalação pode ser útil para utilizadores com hardware que não é suportado de outra forma ou em sistemas que não se podem dar ao luxo de estarem em baixo. Se está interessado nesta técnica, veja a Secção C.4, “Instalar Debian GNU/Linux a partir de um sistema Unix/Linux”.

2.2.6. Sistemas de Armazenamento Suportados

Os discos de arranque Debian incluem um kernel que foi construído para maximizar o número de sistemas onde pode correr. Infelizmente isso resulta num kernel maior, que inclui muitos drivers que não serão utilizados na sua máquina (veja a Secção 8.4, “Compilando um Novo Kernel” para aprender a construir o seu próprio kernel). Suporte para o maior número possível de hardware é geralmente desejável, isto para que Debian possa ser instalado no leque mais variado possível de hardware.

Quase tudos os sistemas de armazenamento suportados pelo kernel Linux são suportados também pelo sistema de instalação Debian. É de notar que o kernel Linux actual não suporta disquetes em Macintosh, e que o sistema de instalação de Debian não suporta disquetes de Amigas. Também são suportados no Atari o sistema HFS do Macintosh, e o AFFS como um módulo. Os Macs suportam o sistema de ficheiros do Atari (FAT). Amigas suportam o sistema de ficheiros FAT, e o HFS como um módulo.