[ anterior ] [ Conteúdo ] [ 1 ] [ 2 ] [ 3 ] [ 4 ] [ 5 ] [ 6 ] [ A ] [ B ] [ próximo ]


Notas de Lançamento para Debian GNU/Linux 3.1 (`sarge'), SPARC
Capítulo 5 - Problemas que você precisa conhecer no sarge


5.1 Mudanças nos pacotes Python

Nenhum dos pacotes python2.x que estão incluídos no sarge incluem os módulos padrão 'profile' e 'pstats', devido aos mesmos serem licenciados sob uma licença que não é compatível com a DFSG (veja o bug #293932 para detalhes). Esses dois módulos podem ser encontrados nos pacotes python-profiler e python2.x-profiler, os quais estão incluídos na seção non-free do repositório Debian.


5.2 Atualizando para um kernel 2.6

A série 2.6 do kernel contém grandes mudanças em relação a série 2.4. Módulos foram renomeados e diversos controladores foram parcialmente ou, em algums vezes, quase que completamente removidos. Atualizar para um kernel 2.6 a partir de uma versão anterior não é, portanto, um processo a ser considerado fácil. Esta seção tem como objetivo informá-lo sobre alguns dos problemas que você pode enfrentar.

É, portanto, fortemente recomendado que você não atualize para um kernel 2.6 como parte de uma atualização do woody para o sarge. Ao invés disso, você deverá primeiro se certificar que seu sistema funcione corretamente com o kernel antigo ou com um kernel 2.4 do sarge e fazer uma atualização para um kernel 2.6 posteriormente como um projeto separado.

Caso você compile seu próprio kernel a partir do código-fonte, certifique-se de instalar o module-init-tools antes de reiniciar com o kernel 2.6. Esse pacote substitui o modutils para kernels 2.6. Caso você instale um dos pacotes kernel-image do Debian, esse pacote será instalado automaticamente como uma dependência.

Caso você utilize LVM você deverá também instalar o lvm2 antes de reiniciar uma vez que o kernel 2.6 não suporta diretamente LVM1. Para acessar volumes LVM1, a camada de compatibilidade do lvm2 (o módulo dm-mod) é utilizado. Você pode manter o lvm10 instalado; os scripts de inicialização irão detectar qual kernel está sendo utilizado e executar a versão apropriada.

Caso você possua entradas no arquivo /etc/modules (o lista de módulos a serem carregados durante a inicialização do sistema), esteja ciente de que nomes de módulos podem ter mudado. Caso isso aconteça voc terá que atualizar esse arquivo com os novos nomes dos módulos.

Uma vez que você tenha instalado seu kernel 2.6, mas antes de reiniciar, certifique-se de que você possua um método de recuperação. Primeiro, certifique-se de que a configuração do carregador de inicialização possua entradas para ambos o novo kernel e o kernel 2.4 antigo e funcional. Você deverá também certificar-se de possuir um disquete de "recuperação" ou um CD-ROM a mão, caso de erros de configuração do carregador de inicialização o impeçam de iniciar o kernel antigo.


5.2.1 Configuração de teclado

A mudança mais invasiva em kernels 2.6 é uma mudança fundamental ca camada de entrada (input layer). Essa mudança faz com que todos os teclados se pareçam com teclado PC "comuns". Isso significa que cao você possua atualmente um tipo diferente de teclado selecionado (por exemplo, um teclado USB-MAC ou Sun), você provavelmente acabará com um teclado não funcional após reiniciar com o novo kernel da série 2.6.

Caso você consiga conectar via SSH em seu computador afetado a partir de outro computador, você pode resolver esse problema executando o comando dpkg-reconfigure console-data, selecionando a opção "Selcionar mapa de teclado de uma lista completa" e selecionar um teclado "pc".

Caso seu teclado no console seja afetado, você provavelmente precisará também reconfigurar seu teclado para o Sistema de Janelas X. Você pode fazer isso executando o comando dpkg-reconfigure xserver-xfree86 ou editando o arquivo /etc/X11/XF86Config-4 diretamente. Não se esqueça de ler a documentação indicada em O que fazer antes da próxima reinicialização, Seção 4.6.

Note que caso você esteja usando um teclado USB, o mesmo pode ser configurado como um teclado PC "normal" ou como um teclado USB-MAC. No primeiro caso você não será afetado por esse problema.


5.2.2 Configuração do mouse

Novamente, devido a mudanças na camada de entrada (input layer), você pode ter que reconfigurar o Sistema de Janelas X e o gpm caso seu mouse não funcione após a atualização para um kernel 2.6. A causa mais provável é que o dispositivo que receba os dados do mouse mudou. Você pode também precisar carregar módulos diferentes.

Caso você atualmente possui o X configurado para utilizar o dispositivo de mouse /dev/sunmouse, você provavelmente precisará mudar isso para /dev/psaux.


5.2.3 Configuração de som

Para kernels da série 2.6 os controladores de som ALSA são recomendados em detrimento dos controladores de som OSS mais antigos. Controladores de som ALSA são fornecidos como módulos por padrão. Para que o som funcione, os módulos ALSA apropriados para seu hardware de som precisam ser carregados. De modo geral isso irá acontecer automaticamente, juntamente com o pacote alsa-base, o pacote hotplug ou o pacote discover instalados. O pacote alsa-base também possui uma "lista negra" de módulos OSS, o que impede que o hotplug e o discover os carregue. Caso você possua módulos OSS listados no arquivo /etc/modules você deverá removê-los.


5.2.4 Mudar para o 2.6 pode ativar o udev

O udev é uma implementação em nível de usuario do devfs. Ele é montando sob o diretório /dev/ e irá popular dinamicamente esse diretório com dispositivos suportados pelo kernel. Ele também irá adicionar e remover dispositivos dinamicamente a medida que módulos de kernel forem carregados ou descarregados, respectivamente, trabalhando em conjunto com o hotplug para detectar novos dispositivos. O udev funciona somente com kernels 2.6.

Como o udev é automaticamente instalado como uma dependência do gnome, por exemplo, existe uma chance de que atualizar para um kernel 2.6 possa resultar na ativação do udev.

Apesar do udev ter sido testado extensivamente, você pode enfrentar problemas menores com alguns dispositivos que precisarão ser corrigidos. Os problemas mais comuns são permissões ou o dono de um dispositivo sendo modificados. Em alguns casos um dispositivo pode não ser criado por padrão (por exemplo, /dev/video e /dev/radio).

O udev fornece mecanismos de configuração para lidar com esses problemas. Consulte a página de manual udev(8) e o diretório /etc/udev para maiores informações.


[ anterior ] [ Conteúdo ] [ 1 ] [ 2 ] [ 3 ] [ 4 ] [ 5 ] [ 6 ] [ A ] [ B ] [ próximo ]


Notas de Lançamento para Debian GNU/Linux 3.1 (`sarge'), SPARC

$Id: release-notes.pt_BR.sgml,v 1.20 2005/07/03 10:19:16 jseidel Exp $

Josip Rodin, Bob Hilliard, Adam Di Carlo, Anne Bezemer, Rob Bradford (atual), Frans Pop (atual)
debian-doc@lists.debian.org