[ Índice ] [ próximo ]

Notas de versão para Debian GNU/Linux 2.1 (Slink) - Capítulo 1
O que é novo na Debian GNU/Linux 2.1


[A versão mais recente deste documento está disponível em http://www.br.debian.org/releases/2.1/m68k/release-notes/. Se sua versão é mais antiga que um mês, você precisará copiar a última versão.]

Debian 2.1, também conhecida como "slink", introduz duas arquiteturas adicionais no lançamento oficial: Alpha ("alpha"), e SPARC ("sparc"). As arquiteturas oficialmente suportadas no lançamento anterior, Intel x86 ("i386") e Motorola 680x0 ("m68k"), continuam sendo suportadas. Isto eleva o número de arquiteturas suportadas para quatro, que é maior que o número de arquiteturas suportadas por outras distribuições GNU/Linux.

Debian 2.1 funciona com o kernel versão 2.0.35 na arquitetura Motorola 680x0.

O sistema de pacotes X Window, agora em 3.3.2.3a, tem passado por mais alterações que poderia ter notado. Veja A grande reorganização do X, Secção 4.1 para detalhes.

O número de pacotes distribuidos em sua distribuição principal está agora em torno de 2050. Como sempre, a distribuição está crescendo em torno de 50% a cada lançamento; ela não mostra nenhum sinal de retardo.

O porte sparc para a Debian é baseado no pré-lançamento da nova glibc2.1. Assim ela é a primeira maior distribuição baseada na glibc2.1. Nota para programadores: glibc2.1 é compatívelmente binária mais não compatívelmente fonte. Quase tudo compilado para glibc2 é executado na glibc2.1, mas se você recompilar com cabeçalhos glibc2.1 as vezes você terá que corrigir algumas construções que não são permitidos na glibc2.1.

Ao contrário a passagem de 1.3.x ("bo") para 2.0 ("hamm"), as alterações da 2.0 para 2.1 são incrementais. Novas versões foram incluídas, correções para falhas, etc. apt, que é usado em conjunto com o dpkg, é agora a ferramenta de instalação preferida para a instalação de pacotes, exceto para instalações através de CDs. apt pode ser usado como um método de aquisição (download) de pacotes no dselect, ou ele pode ser usado através da linha de comando como apg-get. apt-get pode modelar internamente o estado completo de seus pacotes instalados, e fará o melhor para se assegurar que todas as dependências de pacotes, a qualquer momento, sejam conhecidas.

Devido ao aumento do número de pacotes, o CD-Rom oficial da distribuição vem agora em dois CD-Roms de pacotes binários. Se um vendedor incluir porções de non-free (não gratuíto) e non-US (não US) a uma configuração de CD, estes podem aumentar para três CDs binários. Um novo método de acesso para dselect, multi_cd foi desenvolvido para funcionar com múltiplos CD-ROMs. Enquanto existe um esforço para usar o apt-get com múltiplos CDs, em contrapartida o apt do método de acesso multi_cd para dselect é ainda um software beta. Então o dselect com o método de acesso multi_cd é a ferramenta preferida para instalações através de CDs.

O sistema de instalação da Debian, que é chamado de boot-floppies (embora seja mais do que só disquetes), foi reformulado e atualizado para conveniência dos usuários. A documentação foi expandida e corrigida; documentação para as novas arquiteturas foram incluídas (mas podem estar incompletas para arquiteturas não-x86, é necessário mais ajuda).


[ Índice ] [ próximo ]
Notas de versão para Debian GNU/Linux 2.1 (Slink)
versão 2.1.11, 28 August, 1999
Bob Hilliard hilliard@debian.org
Adam Di Carlo