[ anterior ] [ Resumo ] [ Nota dos Direitos de Autor ] [ Índice ] [ próximo ]

Instalando Debian GNU Linux 2.1 para SPARC - Capítulo 6
Inicializando o sistema de instalação


Você deve ter escolhido seu sistema de inicialização no capítulo anterior. Isto inclui a inicialização pelo Rescue Floppy, CD-Rom, Rede, ou inicialização através de um sistema operacional pré-instalado. Este capítulo descreve meios de controlar a inicialização, muitos problemas que podem ocorrer durante a inicialização, e muitos meios de corrigi-los, ou como ajudar você a diagnosticar os problemas.


6.1 Parâmetros de boot

Parâmetros de boot são parâmetros passados ao kernel do Linux que são usados para fazer os periféricos funcionar corretamente. Para a maior parte dos sistemas, o kernel pode auto detectar informações sobre periféricos. No entanto, em muitos casos você deverá ajudar um pouco o kernel.

Se você está inicializando a partir do Rescue Floppy ou através de um CD-Rom, será mostrado um aviso de boot, boot:. Detalhes sobre como utilizar parâmetros de boot com o Rescue Floppy podem ser encontrados em Inicializando com o Rescue Floppy, Secção 6.2. Se você esta inicializando a partir de um sistema operacional existente, você deve utilizar outros meios de utilizar os parâmetros de boot. Informações completas sobre parâmetros de boot pode ser encontradas em Linux BootPrompt HOWTO; esta seção contém somente alguns dos parâmetros mais utilizados.

Se esta é a primeira vez que você inicializa se sistema, tente os parâmetros padrões de boot (não utilize nenhum argumento) e veja se ele funciona corretamente. Ele provavelmente funcionará. Se não, você pode reiniciar depois e procurar por outros parâmetros especiais que indicam sobre seu hardware.

Quando o kernel inicializa, a mensagem Memory: avail k/ total k available deverá ser mostrada pelo processo. total é o total de RAM disponível no sistema, em kilobytes, que está disponível. Se ele não confere com a memória RAM que se tem instalada, você precisará usar o parâmetro mem=ram, onde ram é o total de memória do sistema seguido de "k" para kilobytes, ou "m" para megabytes. Por exemplo, both mem=8192k ou mem=8m indicam memória RAM de 8MB.

Note que o kernel do Linux da série 2.0 é limitado a 960MB de memória. Se você tem mais que esta quantidade de memória em sua máquina, você terá que incluir o parâmetro de boot mem=960m.

Se você está inicializando com um console serial, geralmente o kernel ira detecta-lo automáticamente. Se você tem uma placa de vídeo (framebuffer) e também um teclado ligado no computador que deseja inicializar via console serial, você deverá passar o argumento console=dispositivo para o kernel, onde dispositivo. é seu dispositivo serial, que é usualmente "ttya" ou "ttyb" para SPARC, ou então algum parecido com "ttyS0". Alternativamente, configure as variáveis input-device e output-device do OpenPROM para "ttya".

De novo, detalhes completos sobre parâmetros de boot podem ser encontrados em Linux BootPrompt HOWTO, incluindo dicas para hardwares antigos. Algumas dicas comuns estão incluídas abaixo em Problemas no processo de inicialização, Secção 6.5.


6.2 Inicializando com o Rescue Floppy

Inicialização através do Rescue Floppy é fácil: coloque o Rescue Floppy na unidade de disquetes primária e reinicie o sistema pressionando reset, ou desligando e religando o computador. O disquete será acessado, e você verá uma tela que introduz o Rescue Floppy e finaliza com o aviso boot:.

Se você esta utilizando um meio alternativo de inicializar seu sistema, siga as instruções e aguarde pelo aparecimento do aviso de boot:. . Se sua unidade de disquetes é menor que 1.4MB, ou, de fato, você sempre inicializa através de disquetes em sua arquitetura, você deverá utilizar o método de inicialização através de um disco-ram, e você precisará do disco de root.

Você pode fazer duas coisas no aviso de boot:. Você pode pressionar as teclas F1 a F10 para ver as poucas páginas de ajuda, ou você pode iniciar o sistema.

Informações sobre parâmetro de boot podem ser encontradas pressionando F4 e F5. Se você incluir qualquer parâmetros na linha de comando de boot, tenha certeza de digitar o método de boot (o padrão é linux) e um espaço antes do primeiro parâmetro (e.g., linux floppy=thinkpad). Se você simplesmente pressionar <Enter>, será o mesmo que digitar linux sem nenhum parâmetro.

O disquete é chamado de Rescue Floppy porque você pode usa-lo para inicializar seu sistema e fazer reparos em problemas que impeçam a inicialização pelo disco rígido. Assim, você deve guardar este disquete após instalar seu sistema. Pressione F3 para mais detalhes de como utilizar o Rescue Floppy.

Uma vez que pressionar Enter, você verá a mensagem Loading... (carregando...), e então Uncompressing Linux (descompactando Linux), e então uma tela cheia ou uma tela sobre os hardwares encontrados em seu sistema. Mais informações sobre este passo do processo de boot pode ser encontrado abaixo.

Se você escolher um método não padrão de boot, e.g., "ramdisk" ou "floppy", você será perguntado para inserir o disquete root. Insira o disquete root na unidade de disquetes e pressione <Enter>. Se você escolher floppy1 insira o disquete root na segunda unidade de disquetes.


6.3 Inicializando através do CD-Rom

Inicialização pelo CD-Rom é uma questão simples; coloque o CD-Rom na unidade e reinicie. O sistema será inicializado, e será mostrado o aviso boot:. Aqui você pode entrar com parâmetros de boot, e você pode selecionar sua imagem do kernel.


6.4 Interpretando as mensagens de inicialização do Kernel

Durante a sequencia de inicialização, você pode ver diversas mensagens na forma "can't find something", "someghing not present", "can't inicialize something", ou "even this driver release depends on something". Muitas destas mensagens de erro podem ser ignoradas. Elas aparecem porque o kernel do sistema de instalação é criado para funcionar em computadores com diferentes tipos de periféricos. Obviamente, nenhum computador possui todos os tipos possíveis de periféricos, então o sistema operacional mostra diversas mensagens de erro quando não encontra os periféricos que você não possui. O sistema será pausado por um instante. Isto acontece quando ele está aguardando por uma resposta de algum dispositivo, e aquele dispositivo não esta presente em seu sistema. Se acontecer pausas muito longas durante a inicialização do sistema, você pode criar um kernel personalizado depois (veja Compilando um novo Kernel, Secção 8.4).


6.5 Problemas no processo de inicialização

Se você tem problemas e o kernel trava durante o processo de boot, não reconhece periféricos instalados ou unidades não são reconhecidas corretamente, a primeira coisa para checar é os parâmetros de boot, como discutido em Parâmetros de boot, Secção 6.1.

Normalmente, estes problemas podem ser resolvidos removendo-se periféricos e add-ons, e então tentando inicializar novamente.

Se você não consegue iniciar porque obtem mensagens sobre problemas com "IDPROM", então é possível que sua bateria NVRAM, que obtem informações de configuração para sua firmware, esta fora de execução. Veja Sun NVRAM FAQ para mais detalhes.

Se você ainda tem problemas, por favor envie um relatório sobre esta falha. Envie um e-mail para submit@bugs.debian.org. Você deve incluir o seguinte nas primeiras linhas de seu e-mail:

      Package: boot-floppies
      Version: versão

Preencha version com a versão dos disquetes de inicialização que você teve problemas. Se não conhecer a versão, use a data destes arquivos, e inclua o nome da distribuição que foi copiado (e.g., "stable", "frozen")

Você deve incluir ainda as seguintes informações em seu relatório de falhas:

      architecture  : sparc
      model         : seu hardware gereal fabricante e modelo
      memory        : tamanho da RAM
      scsi          : Adaptador SCSI, se possuir
      cd-rom        : Modelo do CD-Rom e tipo da interface, i.e., ATAPI
      placa de Rede : Placa da interface de rede, se possuir
      pcmcia        : detalhes sobre dispositivos pcmcia

Dependendo da natureza da falha, também seria útil descrever se você esta instalando o sistema em um disco IDE ou SCSI, outros periféricos como audio, capacidade do disco, e modelo da placa de vídeo.

No registro de falha, descreva qual é o problema, incluindo a última mensagem que o kernel mostrou antes de travar. Descreva os passos feitos por você até o sistema encontrar este problema.


[ anterior ] [ Resumo ] [ Nota dos Direitos de Autor ] [ Índice ] [ próximo ]
Instalando Debian GNU Linux 2.1 para SPARC
versão 2.1.11, 28 August, 1999
Bruce Perens
Sven Rudolph
Igor Grobman
James Treacy
Adam Di Carlo