5.1. Arrancar o Instalador em ARM

5.1.1. Arrancar de TFTP

Arrancar pela rede, requer que tenha uma ligação de rede configurada e um servidor de arranque de rede TFTP (DHCP, RARP ou BOOTP).

O método de instalação para suportar o arranque pela rede é descrito na Secção 4.3, “Preparar Ficheiros para Arrancar Através da Rede por TFTP”.

5.1.2. Arrancar a partir de CD-ROM

O melhor caminho para a maioria das pessoas será usar um conjunto de CDs Debian. Se tem um conjunto de CDs, e se a sua máquina suporta arranque directamente a partir do CD, fantástico! Simplesmente insira o seu CD, reinicie, e proceda para o próximo capítulo.

Note que determinadas drives de CD podem necessitar de drivers especiais, e portanto estarem inacessíveis nas fases iniciais da instalação. Se se verificar que a maneira comum de iniciar a partir do CD não funciona no seu hardware, visite novamente este capítulo e leia sobre métodos alternativos para instalar e kernels alternativos que poderão funcionar consigo.

Mesmo se não conseguir iniciar a partir do CD-ROM, poderá provavelmente instalar os componentes do Debian e qualquer pacote que deseje a partir do CD-ROM. Simplesmente arranque utilizando uma media diferente, tal como disquetes. Quando for altura de instalar o sistema operativo, sistema base, e qualquer pacote adicional, aponte o sistema de instalação para a drive de CD-ROM.

Se tiver problemas com o arranque, veja a Secção 5.4, “Diagnosticar Problemas no Processo de Instalação”.

5.1.3. Arrancar a partir de Firmware

Existe um número cada vez maior de dispositivos para os consumidores que arrancam directamente a partir de um chip flash no dispositivo. O instalador pode ser escrito para flash de modo a que arranque automaticamente quando reiniciar as suas máquinas.

Nota

em muitos casos, mudar o firmware de um dispositivo embebido inutiliza a sua garantia. Por vezes nem sequer consegue recuperar o seu dispositivo se ocorrerem problemas durante o processo de flash. Por isso, tenha cuidado e siga os passos com cuidado.

5.1.3.1. Arrancar o NSLU2

Existem três formas de colocar o firmware do instalador em flash:

5.1.3.1.1. Utilizando o interface web NSLU2

Vá à secção de administração e escolha o item do menu Upgrade. Depois pode navegar pelo seu disco à procura da imagem do instalador de que fez download anteriormente. Depois carregue no botão Start Upgrade, confirme, espere alguns minutos e confirme novamente. Então o sistema irá arrancar directo para o instalador.

5.1.3.1.2. Através da rede utilizando Linux/Unix

Pode utilizar upslug2 a partir de qualquer máquina Linux ou Unix para actualizar a máquina a partir da rede. Este software está empacotado em Debian. Primeiro, tem de colocar o seu NSLU2 em modo de upgrade:

  1. Desligar quaisquer discos e/ou dispositivos das portas USB.

  2. Desligar o NSLU2

  3. Carregar e manter pressionado o botão de reset (acessível através de um pequeno buraco atrás, mesmo acima da entrada para alimentação).

  4. Carregue e largue o botão de ligar para ligar o NSLU2.

  5. Espere 10 segundos olhando para o LED ready/status. Após 10 segundos mudará de âmbar para vermelho. Solte imediatamente o botão de reset.

  6. O LED ready/status irá piscar alternando vermelho/verde (existe uma espera de 1 segundo antes do primeiro verde). O NSLU2 está agora em modo de actualização.

Se tiver problemas com isto veja as páginas Linux-NSLU2. Uma vez estando o NSLU2 em modo de actualização, pode flashar a nova imagem:

sudo upslug2 -i di-nslu2.bin

Note que a ferramenta também mostra o endereço MAC da seu NSLU2, que pode ser útil para configurar o seu servidor DHCP. Após toda a imagem estar escrita e verificada, o sistema irá reiniciar automaticamente. Assegure-se que liga novamente o seu disco USB, caso contrário o instalador não conseguirá encontrá-lo.

5.1.3.1.3. Através da rede utilizando Windows

Para Windows existe uma ferramenta para actualizar o firmware via rede.

5.1.3.2. Arrancar o SS4000-E

Devido a limitações no firmware SS4000-E, infelizmente não é possível de momento, arrancar o instalador sem utilizar uma porta série. Para arrancar o instalador, irá necessitar de um cabo nullmodem; um computador com porta série[2]; e um cabo com um conector macho DB9 numa ponta, e na outra ponta uma ficha de 10 pinos .1" IDC[3].

Para arrancar o SS4000-E, utilize o seu cabo nullmodem série e o cabo de fita para ligar à porta série do SS4000-E, e reinicie a máquina. Tem de utilizar uma aplicação de terminal série para comunicar com a máquina; uma boa opção é utilizar, num Debian GNU/Linux, o programa cu, no pacote com o mesmo nome. Assumindo que no seu computador a porta série se encontra em /dev/ttyS0, utilize a seguinte linha de comandos:

cu -lttyS0 -s115200

Se está a utilizar Windows, pode querer considerar utilizar o programa hyperterminal. Utilize um baud rate de 115200, words de 8 bits, sem stop bits, e um bit de paridade.

Quando a máquina arrancar, verá a seguinte linha:

Nenhum interface de rede encontrado

M-7210 ver.T04 2005-12-12 (For ver.AA)
== A executar script de arranque em 1.000 segundos - introduza ^C para abortar

Nesta altura, carregue em Control-C para interromper o gestor de arranque[4]. Isto dar-lhe-à a prompt RedBoot. Introduza os seguintes comandos:

load -v -r -b 0x01800000 -m ymodem ramdisk.gz
load -v -r -b 0x01008000 -m ymodem zImage
exec -c "console=ttyS0,115200 rw root=/dev/ram mem=256M@0xa0000000" -r 0x01800000

Depois do comando load, o sistema irá esperar que seja transmitido um ficheiro utilizando o protocolo YMODEM. Ao utilizar o comando cu, assegure-se que tem instalado o pacote lrzsz, e depois carregue em enter, seguido da sequência de escape “~<” para iniciar um programa externo, e depois execute sb initrd.gz ou sb vmlinuz.

Em alternativa, é possível carregar o kernel e ramdisk utilizando HTTP em vez de YMODEM. Isto é mais rápido, mas necessita de um servidor de HTTP na sua rede. Para o fazer, primeiro mude o gestor de arranque para o modo RAM:

fis load rammode
g

Isto irá reiniciar a máquina; mas na realidade, carrega o reboot para a RAM e reinicia a partir daí. Não fazer este passo irá fazer com que o sistema fique parado à espera na etapa necessária, ip_address, que vem a seguir.

Para interromper o arranque tem de carregar novamente em Ctrl-C. Depois

ip_address -l 192.168.2.249 -h 192.168.2.4
load -v -r -b 0x01800000 -m http /initrd.gz
load -v -r -b 0x01008000 -m http /zImage
exec -c "console=ttyS0,115200 rw root=/dev/ram mem=256M@0xa0000000" -r 0x01800000

Onde 192.168.2.249 é o endereço IP do sistema instalado e 192.168.2.4 é o endereço IP do servidor HTTP que contém o kernel e ficheiros ramdisk.

O instalador irá iniciar como normalmente.



[2] Um conversor série-USB também irá funcionar.

[3] Este cabo é encontrado normalmente em computadores antigos com portas série de 9 pinos.

[4] Note que tem apenas um segundo para o fazer; se falhar esta janela, limite-se a reiniciar a alimentação da máquina e tentar novamente.