Product SiteDocumentation Site

8.3. Ajustando o Nome de Host e Configurando o Serviço de Nomes

O motivo de atribuir nomes a números de IP é fazê-los fáceis de lembrar. Na verdade, um endereço IP identifica uma interface de rede associada a um dispositivo como uma placa de rede. Já que cada máquina pode ter várias placas de rede, e várias interfaces em cada cada placa, um computador único pode ter vários nomes no sistema de nomes de domínio.
Entretanto, cada máquina é identificada por um nome principal (ou "canônico"), armazenado no arquivo /etc/hostname e comunicado ao núcleo Linux por scripts de início através do comando hostname. O valor atual é disponível num sistema de arquivos virtual, e você pode obtê-lo com o comando cat /proc/sys/kernel/hostname.
Surpreendentemente, o nome de domínio não é gerenciado da mesma forma, mas vem de um nome de máquina completo, adquirido através de resolução de nome. Você pode mudá-lo no arquivo /etc/hosts; simplesmente escreva um nome completo para a máquina no começo da lista de nomes associada com o endereço da máquina, como no exemplo seguinte:
127.0.0.1     localhost
192.168.0.1   arrakis.falcot.com arrakis

8.3.1. Resolução de Nome

O mecanismo para resolução de nomes no Linux é modular e pode usar várias fontes de informação declarada no arquivo /etc/nsswitch.conf. A entrada que envolve a resolução de nomes de host é hosts. Por padrão, contém files dns, o que significa que o sistema consulta o arquivo /etc/hosts primeiro, então os servidores DNS. NIS / NIS + ou LDAP servidores são outras fontes possíveis.

8.3.1.1. Configurando Servidores DNS

DNS (Domain Name System - Sistema de Nomes de Domínios) é um mapeamento de serviço distribuída e hierárquica nomes para endereços IP e vice-versa. Especificamente, ele pode transformar um nome amigável como www.eyrolles.com no endereço IP real, 213.244.11.247.
Para acessar informações de DNS, um servidor DNS deve estar disponível para solicitações de retransmissão. Falcot Corp tem a sua própria, mas um usuário individual é mais propensos a usar os servidores DNS fornecidos pelo seu ISP.
Os servidores DNS a serem usados são indicados no /etc/resolv.conf, um por linha, com a palavra-chave nameserver seguida por um endereço IP, como no exemplo a seguir:
nameserver 212.27.32.176
nameserver 212.27.32.177
nameserver 8.8.8.8
Note que o arquivo /etc/resolv.conf pode ser manipulado automaticamente (e sobrescrito) quando a rede é gerenciada pelo NetworkManager ou configurada via DHCP.

8.3.1.2. O arquivo /etc/hosts

If there is no name server on the local network, it is still possible to establish a small table mapping IP addresses and machine hostnames in the /etc/hosts file, usually reserved for local network stations. The syntax of this file as described in hosts(5) is very simple: each line indicates a specific IP address followed by the list of any associated names (the first being “completely qualified”, meaning it includes the domain name).
Este arquivo está disponível mesmo durante interrupções de rede ou quando os servidores DNS são inacessíveis, mas realmente só serão úteis quando duplicados em todas as máquinas na rede. A menor alteração em correspondência exigirá o arquivo a ser atualizado em todos os lugares. É por isso que /etc/hosts geralmente contém apenas as entradas mais importantes.
Este arquivo será suficiente para uma rede pequena sem conexão com a internet, mas com 5 máquinas ou mais, é recomendado a instalação de um servidor DNS adequado.