O que significa livre?

Livre como em...?

Muitas pessoas novas nesse assunto ficam confusas por causa da palavra "free". A palavra não é usada da forma que elas esperam – "free" significa "sem custo" para elas. Se você olhar no dicionário de inglês, ele lista quase vinte significados para a palavra "free" e apenas uma delas é "sem custo". O resto se refere à "liberdade" e "falta de restrição". Então, quando falamos de Free Software (Software Livre), nos referimos à liberdade, não ao pagamento.

O software descrito como livre, mas apenas no sentido de não ter que pagar por ele, dificilmente é livre como um todo. Você pode ser impedido(a) de passá-lo adiante e certamente será impedido(a) de modificá-lo. O software licenciado sem custo é normalmente uma arma em uma campanha de marketing para promover um produto relacionado ou para tirar um competidor menor do mercado. Não há garantia de que ele permanecerá livre de cobrança.

Para os(as) não iniciados(as), o software é gratuito ou não é. No entanto, a vida real é muito mais complicada do que isso. Para entender o que as pessoas querem dizer quando falam de software livre, vamos pegar um pequeno desvio e entrar no mundo das licenças de software.

Licenças de software

Os direitos autorais (copyrights) são um método para proteger os direitos do(a) criador(a) de certos tipos de trabalhos. Na maioria dos países, software recém-escrito é automaticamente protegido por direitos autorais. Uma licença é a maneira dos(as) autores(as) permitirem o uso de sua criação (software nesse caso) por outras pessoas, de maneiras aceitáveis para eles(as). Cabe ao(a) autor(a) incluir uma licença que declare como um pedaço do software pode ser usado.

Claro, diferentes circunstâncias exigem diferentes licenças. As empresas de software estão procurando proteger seus bens, por isso elas liberam apenas o código compilado que não é legível por humanos. Elas também colocam muitas restrições para o uso do software. Os(As) autores(as) de software livre, por outro lado, estão geralmente procurando por regras diferentes, às vezes até mesmo uma combinação dos seguintes pontos:

Como escolher uma licença?

Às vezes, as pessoas escrevem suas próprias licenças, o que pode ser problemático, então isso é desaprovado na comunidade de software livre. Muitas vezes o texto é ambíguo ou as pessoas criam condições que entram em conflito umas com as outras. Escrever uma licença válida em um tribunal é ainda mais difícil. Felizmente, existem várias licenças de código aberto disponíveis para você escolher. Elas têm as seguintes coisas em comum:

Especialmente o último ponto, que permite que as pessoas vendam o software, parece ir contra toda a ideia do software livre, mas na verdade é um de seus pontos fortes. Uma vez que a licença permite a redistribuição gratuita, uma vez que alguém obtém uma cópia, ele(a) pode distribuí-la também. As pessoas podem até tentar vendê-lo.

Embora o software livre não seja totalmente livre de restrições, oferece aos(as) usuários(as) flexibilidade para fazer o que eles(as) precisam para realizar seu trabalho. Ao mesmo tempo, protege os direitos do(a) autor(a) – isso sim é liberdade. Compilamos a Definição Debian de Software Livre (DFSG - Debian Free Software Guidelines) para chegarmos a uma definição razoável do que constitui software livre em nossa opinião. Somente software que está em conformidade com a DFSG é permitido no repositório principal (main) do Debian.