Product SiteDocumentation Site

Capítulo 4. Instalação

4.1. Métodos de Instalação
4.1.1. Instalando a partir do CD-ROM/DVD-ROM
4.1.2. Iniciando a partir de um pendrive
4.1.3. Instalando via inicialização pela rede
4.1.4. Outros métodos de instalação
4.2. Instalando, Passo a Passo
4.2.1. Ligando e iniciando o Instalador
4.2.2. Selecionando o idioma
4.2.3. Selecionando o país
4.2.4. Selecionando o padrão do teclado
4.2.5. Detectando o Hardware
4.2.6. Carregando componentes
4.2.7. Detectando Dispositivos de Rede
4.2.8. Configurando a Rede
4.2.9. Senha do administrador
4.2.10. Criando o Primeiro Usuário
4.2.11. Configurando o relógio
4.2.12. Detectando Discos e Outros Dispositivos
4.2.13. Iniciando a Ferramenta de Partição
4.2.14. Instalando o Sistema Básico
4.2.15. Configurando o Gerenciador de Pacote (apt)
4.2.16. Concurso de Popularidade de Pacotes Debian
4.2.17. Selecionando Pacotes para a Instalação
4.2.18. Instalando o carregador de boot GRUB
4.2.19. Finalizando a instalação e reiniciando
4.3. Depois do primeiro Boot
4.3.1. Instalando Software adicional
4.3.2. Atualizando o sistema
Para utilizar o Debian, você precisa instalá-lo em um computador; esta tarefa é feita pelo programa debian-installer. Uma instalação correta envolve muitas operações. Este capítulo revisa as mesmas em ordem cronológica.
O instalador para Jessie é baseado no debian-installer. Seu projeto modular permite que o mesmo trabalhe em diversos cenários e evolua e se adapte a mudanças. Apesar das limitações implícitas devido a necessidade de suportar um grande número de arquiteturas, este instalador é muito acessível aos iniciantes, já que o mesmo ajuda o usuário em cada estágio do processo. Detecção automática de hardware, particionamento guiado, e interfaces gráficas resolveram a maioria dos problemas que os novatos enfrentam durante os primeiros anos no Debian.
A instalação precisa de 80 MB de RAM (Memória de Acesso Randômico) e pelo menos 700 MB de espaço no disco rígido. Todos os computadores da Falcot cumprem esses critérios. Note, entretanto, que esse cenário se aplica a uma instalação muito limitada do sistema sem nenhuma interface gráfica. Um mínimo de 512 MB de RAM e 5GB de espaço no disco rígido são recomendados para uma estação de trabalho.

4.1. Métodos de Instalação

Um sistema Debian pode ser instalado a partir de diversos tipos de mídia, desde que a BIOS da máquina permita. Você pode exemplo inicializar com um CD-ROM, um pendrive, ou até mesmo pela rede.

4.1.1. Instalando a partir do CD-ROM/DVD-ROM

O método mais amplamente usado para a instalação é a partir do CD-ROM (ou DVD-ROM, que se comporta exatamente igual): o computador é inicializado a partir desta mídia e o programa de instalação toma o controle.
Diferentes famílias de CD-ROMs tem propósitos diferentes: netinst (network installation - instalação pela rede) contém o instalador e o sistema Debian básico; todos os outros programas são baixados. Sua “imagem”, ou seja, o sistema de arquivos ISO-9660 que contém o conteúdo exato do disco, usa somente entre 150 e 280 MB (dependendo da arquitetura). Por outro lado, o conjunto completo oferece todos os pacotes e permite uma instalação em um computador que não tem acesso à Internet; ele requer em torno de 84 CD-ROMs (ou 12 DVD-ROMs, ou dois discos Blu-ray). Mas os programas são divididos entre os discos de acordo com sua popularidade e importância; os primeiros três discos são suficientes para a maioria das instalações, já que neles tem os softwares mais usados.
Existe um último tipo de imagem, conhecido como mini.iso, que está disponível apenas como um "subproduto" do instalador. A imagem apenas contém o mínimo necessário para configurar a rede e todo o resto é baixado (incluindo as partes do próprio instalador, o que explica o porque dessas imagens tenderem a falhar quando uma nova versão do instalador é lançada). essas imagens podem ser encontradas nos espelhos normais do Debian sob o diretório dists/lançamento/main/installer-arch/current/images/netboot/.
Para obter as imagens de CD-ROM do Debian, você precisa claramente baixá-las e queimar a mesma em um disco. Você poderia também comprá-la, e, assim, prover um pouco de suporte financeiro ao projeto. Verifique o site para ver a lista de imagens de CD-ROM e os sites de para baixá-las.

4.1.2. Iniciando a partir de um pendrive

Como a maioria dos computadores são capazes de inicializar a partir de dispositivos USB, você pode também instalar o Debian a partir de um pendrive USB (isso nada mais é do que um pequeno disco de memória flash).
O manual de instalação explica como criar um dispositivo USB que contenha o debian-installer (instalador debian). O procedimento é bastante simples porque imagens ISO para as arquiteturas i386 e amd64 agora são imagens híbridas que podem inicializar a partir de um CD-ROM ou de um dispositivo USB.
Você deve primeiro identificar o nome do dispositivo da "USB key" (ex: /dev/sdb); o jeito mais simples de fazer isto é verificar as mensagens enviadas pelo núcleo ("kernel") usando o comando dmesg. Então você deve copiar a imagem ISO previamente baixada (por exemplo debian-8.0.0-amd64-i386-netinst.iso) com o comando cat debian-8.0.0-amd64-i386-netinst.iso >/dev/sdb; sync. este comando requer direito de administrador, já que acessa o "USB key" diretamente e apaga o seu conteúdo sem conferir.
Uma explicação mais detalhada está disponível no manual de instalação. Entre outras coisas, ele descreve um método alternativo de preparar uma "USB key" que é mais complexo, mas que permite personalizar as opções padrão do instalador (aquelas configuradas na linha de comando do kernel).

4.1.3. Instalando via inicialização pela rede

Muitas BIOS permitem iniciar diretamente da rede baixando um kernel e uma imagem de sistema de arquivos mínima. Este método (que tem muitos nomes, tal como inicialização PXE ou TFTP) pode ser um salva-vidas se o computador não tem um leitor de CD-ROM, ou se a BIOS não pode iniciar por outros meios.
Este método de instalação funciona em dois passos. Primeiro, quando iniciando o computador, a BIOS (ou a placa de rede) envia um pedido BOOTP/DHCP para automaticamente adquirir um endereço IP. Quando um servidor BOOTP ou DHCP retorna uma resposta, ele inclui um nome de arquivo, assim como configurações de rede. Depois da rede configurada, o computador cliente envia um pedido TFTP (Trivial File Transfer Protocol) para um arquivo cujo nome foi previamente indicado. Quando o arquivo é recebido, ele é executado como se estivesse num carregador de inicialização ("bootloader"). Ele então lança o instalador Debian, que é executado como se estivesse num disco, CD-ROM ou "USB key".
Todos os detalhes deste método estão disponíveis no guia de instalação (seção “Preparando os arquivos para Inicialização em Rede com TFTP”).

4.1.4. Outros métodos de instalação

Quando temos que instalar de forma personalizada um grande número de computadores, geralmente escolhemos um método automatizado ao invés de um manual. Dependendo da situação e da complexidade das instalações a serem feitas, podemos usar um FAI (Fully Automatic Installer, ou Instalador Totalmente Automático, descrito em Seção 12.3.1, “Instalador Completamente Automático (FAI)”), ou mesmo um CD de instalação personalizado com "preseeding" (veja Seção 12.3.2, “Preseeding Debian-Installer”).