Projeto de Tradução de Descrições Debian — DDTP

O Projeto de Tradução de Descrições Debian, Debian Description Translation Project - DDTP em inglês (que foi implementado por Michael Bramer) tem por objetivo prover descrições traduzidas de pacotes e prover a infraestrutura para apoiar essas traduções. Mesmo já existindo por muitos anos, o projeto foi desativado depois da quebra de um servidor Debian e atualmente possui funcionalidades básicas se comparado ao que era antes.

O projeto suporta:

A seção non-free (não livre) do repositório Debian não pode ser traduzido no momento porque poderiam existir problemas de licenciamento, por exemplo, relacionados à tradução e à necessidade de verificações mais cuidadosas.

Traduzir mais de 56000 transcrições de pacotes é um grande desafio. Por favor, nos ajude a cumprir com este objetivo. Veja nossa lista de tarefas para questões pendentes.

Interfaces para o DDTP

Como todas as interfaces utilizam o mecanismo DDTP, você primeiro precisa se assegurar de que seu idioma já é suportado. Isso já deve ser o caso para grande parte dos idiomas. Se o suporte ainda não existir, escreva para debian-i18n@lists.debian.org para que seu idioma possa ser ativado.

A interface web

Existe uma interface web bacana chamada DDTSS, desenvolvida por Martijn van Oosterhout, que tenta simplificar as tarefas de tradução e revisão.

Visão geral

Suporta contribuições de traduções e adicionalmente permite revisão de texto. Suporta configuração personalizada para cada time de tradução, de modo que cada time pode decidir quantas revisões são necessárias até que a descrição seja transferida para o DDTP. Também é possível pedir autorização de usuário(a) para que somente um grupo restrito de pessoas possa realizar certas ações. Também não é necessário se preocupar com codificações, o DDTSS trata disso por você.

Propriedades padrão atuais:

número de revisões:
3
idiomas suportados:
todos do DDTP
autorização de usuário(a):
não, é aberto para todos(as)

É possível definir uma lista padronizada de palavras para um idioma. A lista é utilizada para prover traduções padrões através de janelas pop-up com dicas. Está disponível via um link na parte inferior da página de idioma.

Fluxo de trabalho

O DDTSS provê os seguintes itens para todos os idiomas:

Traduções pendentes

Uma lista de traduções pendentes. São descrições que podem ser escolhidas livremente para serem traduzidas pelo(a) usuário(a). Exemplos:

exim4 (priority 52)
exim4-config (priority 52)
ibrazilian (priority 47, busy)
postgresql-client (priority 47)
postgresql-contrib (priority 47)
grap (priority 45)

Um time de tradução deve tentar traduzir os pacotes de alta prioridade em primeiro lugar (a prioridade é calculada usando-se categorias, por exemplo, essential, base, ...). Os pacotes já estão classificados nesse sentido.

Descrições marcadas por busy (ocupada) já estão reservadas por um(a) usuário(a) e não podem ser selecionadas por 15 minutos. Se não houver uma alteração (commit) durante este tempo, a descrição é marcada como disponível.

A descrição precisa ser completamente traduzida até que a interface a aceite. Desse modo, por favor, certifique-se de que tem tempo hábil para traduzir todo o texto antes de começar. Selecione Submit para adicionar sua tradução e Abandon se decidir por não traduzi-la. É possível que você tenha sorte e que já exista uma tradução de uma versão prévia do modelo em inglês, junto a um diff (diferença entre arquivos) das mudanças da tradução em inglês, e que você possa integrar a sua tradução. Você poderia então copiar e colar essa tradução anterior na parte inferior da página e atualizá-la apropriadamente.

Para evitar flutuações desagradáveis na largura do texto, sugere-se que você não insira quebras de linha manualmente, a menos que seja necessário (como itens em listas). As linhas são quebradas automaticamente. Lembre-se que um(a) usuário(a) poderá adicionar ou remover pequenas partes durante a revisão, o que poderia resultar em tamanhos de linha inconsistentes. Outra implicação negativa é a criação de diff (diferença entre arquivos) da revisão que são difíceis de ler.

Também é possível escolher pacotes preferidos pelo nome. Isso é útil para se traduzir um conjunto de pacotes similares, como manpages-de, manpages-es, em ordem e possibilitando copiar e colar traduções prévias.

É até mesmo possível buscar por pacotes já traduzidos, para melhorá-los (mas por favor, note que esta funcionalidade do DDTP ainda não funciona direito, então evite-a por enquanto, se for possível).

Revisão pendente

Uma lista de descrições traduzidas que ainda precisam ser revistas. A lista pode parecer da seguinte forma:

 1. aspell-es (needs review, had 1)
 2. bookmarks (needs initial review)
 3. doc-linux-ja-html (needs initial review)
 4. doc-linux-ja-text (needs initial review)
 5. gnome-menus (needs initial review)
 6. geany (needs review, had 2)
 7. initramfs-tools (needs initial review)
 8. inn2 (needs initial review)

Os seguintes marcadores (flags) existem:

needs initial review:
A versão atual desta tradução ainda não passou por uma revisão.
needs review:
A versão atual desta tradução precisa de uma revisão adicional, mas já passou por pelo menos uma revisão.
reviewed:
Esta descrição já foi revista por um(a) usuário(a) e não foi modificada. Outros(as) usuários(as) precisam revisá-la.
owner:
Esta descrição foi traduzida ou alterada durante uma revisão pelo(a) usuário(a). Outros(as) usuários(as) precisam revisá-la.

Se uma revisão com correções já aconteceu, você receberá um colorido e agradável diff (diferença entre arquivos) que mostrará todas as alterações da última revisão, uma vez que você selecione o pacote.

Recentemente traduzidas

Uma lista de descrições transferidas para o DDTP. Pelo menos vinte pacotes são listados, junto a datas de transferência.

A interface de internacionalização

Planos vêm sendo feitos para a implementação de uma nova infraestrutura de ajuda à tradução para vários documentos, como arquivos PO e modelos Debconf. A infraestrutura também deverá suportar, em algum momento, as descrições de pacote. Se isto acontecer e funcionar como esperado, o atual DDTP e suas interfaces deveriam ser desligadas.

Esta infraestrutura seria baseada no Pootle. Foi um projeto do Google Summer of Code (Verão de Codificação do Google).

Regras comuns de tradução

É importante que você não altere as descrições em inglês durante a tradução. Se você perceber algum erro nelas, envie um relatório de bug contra o pacote correspondente, veja Como reportar um bug no Debian para mais detalhes.

Traduza as partes não traduzidas para cada anexo que estejam marcadas por <trans>. É importante que você não altere as linhas contendo somente um ponto na primeira coluna. Isto é um separador de parágrafo e não ficará visível nas interfaces APT.

Parágrafos que já estão traduzidos foram reutilizados de outras descrições ou de traduções anteriores (e isto indica que este parágrafo original em inglês não foi alterado desde aquele tempo). Uma vez que você modifique este parágrafo, ele não alterará as outras descrições que possuam o mesmo parágrafo.

Perceba também que cada time de tradução possui suas próprias preferências, como vocabulários e estilos de citação. Por favor, siga essas padronizações de perto. As regras mais importantes estão publicadas nesta página wiki do time de tradução do português brasileiro. Sugere-se que se inicie revisando traduções já existentes, ou via DDTSS ou navegando pelas descrições nos sistemas de gerenciamento de pacotes como aptitude, para primeiramente pegar o jeito das preferências de tradução. Se ficar inseguro(a), entre em contato com o time de tradução do português brasileiro pela lista de discussão.

Revisão e correção de erros

Atualmente, somente o DDTSS implementa um modo de revisão e somente envia essas traduções para o DDTP se passarem por um número fixo de reviões.

Se erros comuns forem encontrados, como erros de digitação, ou outros que são fáceis de consertar, como problemas de codificação, é possível contornar os processos de revisão e consertá-los em todos os pacotes numa única levada através do uso de scripts. Sugere-se que somente um(a) coordenador(a) de tradução reúna todos os problemas e aplique o script.

Considerando que revisões podem levar muito tempo (especialmente se pequenas correções vão sendo feitas o tempo todo), pode ser uma opção ignorar erros simples de digitação e inconsistências durante a revisão e, posteriormente, verificá-los todos (se tiverem sido reunidos). Isto vai acelerar a revisão.

Uso de traduções

O suporte para descrições traduzidas de pacotes está disponível desde o lenny no pacote APT. Ao usar este pacote, todo(a) usuário(a) pode ler as descrições no seu idioma preferido em todos os programas que usam APT. Isto inclui apt-cache, aptitude, synaptic e vários outros.

APT faz o download de arquivos Translation-idioma de espelhos Debian. Os arquivos estão disponíveis somente para lenny e novas distribuições. A localização destes arquivos nos espelhos é dists/main/sid/i18n/.

Também é possível desabilitar o uso de traduções. Para conseguir isso, somente adicione

APT::Acquire::Translation "none";

para /etc/apt/apt.conf. Em vez de none, códigos de idioma também são suportados.

Lista de tarefas

Mesmo com tanto progresso no DDTP, ainda existe muito a ser feito: